0
Posted Novembro 29, 2017 by António de Sousa Pereira in |Notícias
 
 

BMW i8 renovado e também em versão Roadster

A BMW escolheu o Salão de Los Angeles para estrear em público a nova geração do i8, em que a grande novidade é a disponibilização de uma inédita variante descapotável, naturalmente denominada i8 Roadster. Ambos os modelos contam com os mais recentes desenvolvimentos da tecnologia híbrida eDrive e podem já ser encomendados, estando a chegada dos primeiros exemplares ao mercado marcada para Maio de 2018.

No novo i8 Roadster, e para além das óbvias virtudes estilísticas, referência para os elementos estruturais de reforço e para as portas de abertura vertical específicas, bem como para a moldura do pára-brisas em plástico reforçado com fibra de carbono, com o aumento de peso face ao coupé a ser de apenas 60 kg. A capota de lona cobre uma ampla área e conta com um mecanismo de operação único, passível de operar em andamento até aos 50 km/h e que demorando não mais do que 15 segundos a garantir a sua remoção/colocação – sendo que, no primeiro caso, esta é arrumada numa posição perpendicular, criando uma área adicional de arrumação de bagagem de 100 litros atrás dos bancos.

A motorização híbrida plug-in continua a fazer uso do motor de três cilindros a gasolina turbocomprimido de 1,5 litros, com 231 cv e 320 Nm, mas passa a contar com uma bateria de iões de lítio de alta voltagem com 34 Ah e 11,6 kWh (20 Ah e 7,1 kWh no i8 da primeira geração), com a potência máxima oferecida pelo motor eléctrico a passar de 12 cv para 143 cv, sendo o binário máximo de 250 Nm. Deste modo, passa a ser possível circular no modo exclusivamente eléctrico até aos 105 km/ (anteriormente 70 km/h), ou mesmo até aos 120 km/h quando pressionado o botão eDrive, com a autonomia anunciada a ser de 53 quilómetros no i8 Roadster, e de 55 quilómetros no i8 Coupé.

Específicos do i8 Roadster são, ainda, a afinação das molas, dos amortecedores e do controlo de estabilidade DSC (o amortecimento activo é de série em ambos as versões do modelo), bem como as jantes de liga de 20”, cada qual cerca de 1 kg mais leve do que as mais leves jantes até aqui concebidas pela BMW. Em ambos os modelos, são de série o sistema de navegação Professional, a Display Key, o Driving Assistant com visão panorâmica e os serviços ConnectedDrive, que permitem uma ampla conectividade entre o automóvel e outras soluções digitais do utilizador.

Com tracção integral e uma potência combinada de 374 cv, os novos desportivos híbridos da BMW anunciam 4,6 segundos nos 0-100 km/h (i8 Roadster), ou 4,4 segundos no mesmo exercício (i8 Coupé), 250 km/h de velocidade máxima e um consumo combinado de 2,1 l/100 km para o modelo aberto, e de 1,9 l/100 km para a variante de tejadilho rígido.


António de Sousa Pereira