Random Article


 
Últimos vídeos
 

Opel Astra Sports Tourer 1.6 CDTI Innovation (110 cv)

 

 
Ficha Técnica
 

Marca:
 
Modelo:
 
Versão:
 
Ano De Lançamento:
 
Segmento:
 
Número De Portas:
 
Motor:
 
Potência máxima (cv/rpm): 110/3500
 
Velocidade máxima (km/h): 195
 
0-100 km/h (s): 11,4
 
Consumos Extra-urbano/combinado/urbano (l/100km): 3,3/3,6/4,0
 
Emissões de CO2 (g/km): 95
 
PVP/preço da unidade testada (€): 28 600/31 015
 
Qualidade geral
8.0


 
Interior
9.0


 
Segurança
8.0


 
Motor e prestações
9.0


 
Desempenho dinâmico
9.0


 
Consumos e emissões
9.0


 
Conforto
7.0


 
Equipamento
8.0


 
Garantias
8.0


 
Preço
7.0


 
Total Score
8.2


User Rating
2 total ratings

 

Gostámos


Equilíbrio Geral; Bagageira ampla; Portão traseiro eléctrico; Consumos reduzidos; Comportamento ágil; Disponibilidade do motor; Equipamento de série; Disponibilização do sistema OnStar e faróis de matriz de LED

A rever


Alguns materiais e pormenores de acabamento; Chapeleira sem recolha automática


Se tem pressa...

Com a nova Astra Sports Tourer, a Opel pretende regressar a um lugar no pódio nas tabelas de venda em Portugal. O teste à versão equipada com o motor 110 cv legitima as aspirações da marca germânica

0
PostedAbril 18, 2016 by

 
Artigo completo
 
 
As fotografias efectuadas pela Absolute Motors são realizadas exclusivamente com equipamento Sony Alfa 99; lentes 70-200 mm/F2.8 e 16-105 mm/F3.5

Ficha de Medições

Velocidade máxima anunciada (km/h)195
Acelerações (s)
0-100 km/h11,4
0-400 m18,6
0-1000 m33,6
Recuperações 60-100 km/h (s)
Em 3ª
Em 4ª7,4
Em 5ª11,1
Recuperações 80-120 km/h (s)
Em 4ª
Em 5ª8,9
Em 6ª12,5
Distância de travagem (m)
100-0 km/h35,1
Consumos (l/100 km)
Estrada (80-100 km/h)3,2
Auto-estrada (120-140 km/h)4,2
Cidade5,8
Média ponderada (*)4,96
Autonomia média ponderada (km)968
(60% cidade+20% estrada+20% AE)
Medidas interiores (mm)
Largura à frente1420
Largura atrás1390
Comprimento à frente1090
Comprimento atrás800
Altura à frente1030
Altura atrás970

SUV, SAV, SUV Coupé, shooting brake, coupé de quatro portas e outros que tais. Os últimos anos têm sido férteis na diversificação da oferta no sector automóvel, naturalmente traduzida na multiplicação de novos (ou reciclados) conceitos e na proliferação de novas siglas. Ainda assim, e apesar do maior ou menor sucesso deste ou daquele (sub)segmento (com o dos SUV a destacar-se por larga margem), a verdade é que, a nível europeu, e sem que Portugal fuja à regra, continuam a ser os familiares compactos a dominar, assegurando, no Velho Continente, 21% das vendas.

Se a este dado se juntar o facto de o Astra ser responsável por cerca de um terço das vendas da Opel em Portugal, e de a carrinha ser a versão da gama procurada por 60-70% dos clientes, passa a ser evidente a importância que tem para a marca de Rüsselsheim a chegada da nova geração da Astra Sports Tourer, com que a sua filial lusa muito conta para regressar ao pódio da tabela de vendas no nosso país. Com data de lançamento no mercado português agendada para a próxima quinta-feira, 21 de Abril, a nova Astra Sports Tourer é proposta com a mesma gama de motores e níveis de equipamento que o Astra hatchback, mas a grande aposta da Opel em Portugal vai para o turbodiesel 1.6 CDTI de 110 cv (a unidade que melhor se ajusta às preferências do consumidor luso, aos seus constrangimentos financeiros e à preponderância que as frotas detêm nesta classe). E é esse o que aqui avaliamos, em combinação com o nível de equipamento Innovation, o mais dotado da família.

Linhas cativantes, porque elegantes e dinâmicas, marcam, por fora, a nova Opel Astra Sports Tourer

Linhas cativantes, porque elegantes e dinâmicas, marcam, por fora, a nova Opel Astra Sports Tourer

Por muito que a versatilidade, a adaptação a funções profissionais, familiares e de lazer, possa ser determinante para o êxito de uma carrinha compacta, de primordial importância é, também, o seu apelo estético. Neste particular, e sem ser propriamente inovadora ou original, a Astra Sports Tourer nada terá que temer, contando com formas modernas e fluídas (destaque para o Cx de 0,272) exibe uma aparência cativante, senhora de uma certa personalidade e carácter, e capaz de aliar dinamismo com elegância de uma forma sempre muito apreciada pelo cliente tipo deste género de proposta, muito graças à forma como a secção traseira, o seu elemento mais diferenciador, se integra nas linhas já conhecidas da berlina.

Secção traseira esta que é dominada por um generoso compartimento de bagagens, cuja capacidade varia entre 540 litros e 1630 litros, ou seja, 80 litros mais do que no modelo da geração anterior na sua configuração máxima, com o banco traseiro totalmente rebatido (de série, é oferecido o rebatimento 60/40; o opcional Pack Versatilidade inclui o rebatimento 20/40/20, e a possibilidade de o efectuar a partir da bagageira, e ainda o apoio de braços posterior). O acesso à mala é fácil e amplo, garantido por um portão traseiro motorizado, que tanto pode ser operado através do comando à distância como de um botão existente no painel interior da porta do condutor (aí, é possível optar entre a abertura total, ou por apenas ¾ da mesma), e que oferece ainda a abertura através da simples passagem do pé sob o para-choques, por demais útil quando se chega ao veículo com as mãos carregadas de sacos de compras, por exemplo.

DSC04983

Bagageira ampla, totalmente revestida, e senhora de um fácil acesso, garantido pelo portão traseiro eléctrico com sensor de pé. A rever, a chapeleira sem sistema de recolha automática, ou, pelo menos, de um só toque

Também digno de nota é o total revestimento da bagageira, através de materiais e acabamentos de apreciável qualidade, existindo sob o piso da mesma um espaço para arrumação de objectos, que na unidade ensaiada era, em boa parte, ocupado pela opcional roda suplente de emergência (€65,00). Pelo contrário, a chapeleira, para além de uma aparência frágil, peca pela ausência de um sistema de recolha automática, ou, no mínimo, através de um simples toque, que não obrigue a soltá-la manualmente da respectiva calha sempre que é necessário recolhê-la. Ainda neste capítulo, referência para algumas soluções opcionais que permitem incrementar a versatilidade de utilização, como o sistema de calhas FlexOrganizer, ou a rede separadora e o tapete reversível, pensados para o transporte de cães.

Ainda antes de passar à acção, uma breve análise de um interior marcado pelas cores sóbrias e por um ambiente sofisticado e acolhedor. Como na berlina, a habitabilidade cresceu notoriamente face ao modelo anterior, em especial em comprimento atrás; o posto de condução é óptimo, para isso contribuindo as múltiplas regulações do volante e dos cómodos bancos; a ergonomia evoluiu espectacularmente, também porque a introdução do sistema Intellilink permitiu reduzir significativamente o elevado número de botões instalados na consola central. Os materiais utilizados é que ficam um pouco aquém do ideal, devido à excessiva diferença de qualidade existente entre os melhores e mais visíveis, e os aplicados em zonas mais recônditas.

O ambiente interior é muito bom, fruto do eficaz isolamento acústico, da generosa habitabilidade e da decoração sóbria

O ambiente interior é muito bom, fruto do eficaz isolamento acústico, da generosa habitabilidade e da decoração sóbria

Uma vez em marcha, a Astra Sports Tourer 1.6 CDTI de 110 cv confirma todas as (boas) impressões transmitidas pela versão equivalente de dois volumes e meio, em boa parte devidas à nova e evoluída plataforma Delta 2, que permitiu alcançar uma redução de peso que, em certas versões, é de quase duas centenas de quilos. O motor, com 300 Nm/1750 rpm, oferece uma boa resposta logo a partir das 1000 rpm, e tem a sua faixa de utilização preferencial entre o regime de binário máximo e as 3000 rpm, denotando um funcionamento progressivo, suave e silencioso (excepto a frio) – algo que, conjugado com uma insonorização muito boa, o torna praticamente imperceptível no interior, mesmo a alto regime e em carga. Tal atributo também permite que a unidade motriz case de forma particularmente convincente com a caixa de velocidades de comando suave e preciso e com relações propositadamente longas, por forma a oferecer um elevado agrado de utilização, em estrada como em cidade, e consumos notavelmente baixos, que sem cuidados de maior ficam abaixo dos 6,0 l/100 km em percurso urbano, e na casa dos 4,5 l/100 km em estrada (mesmo usando e abusando do pedal da direita, não é fácil alcançar médias que vão muito pra lá dos 7,0 l/100 km).

Junte-se a isto um châssis primoroso, e de imediato se conclui que conduzir a Astra Sports Tourer 1.6 CTDI de 110 cv é uma das formas mais fáceis de por esta carrinha ser seduzido. Numa toada calma, de acordo com a sua vocação familiar, sobressaem a agilidade, a resposta rápida e fiel às instruções do condutor, e um conforto de marcha que até é ligeiramente superior ao oferecido pela berlina. Elevando o ritmo, são mais as prestações e os pneus a impor os limites do prazer, já que ao controlo dos movimentos da carroçaria, à honestidade e previsibilidade das reacções, pouco haverá a apontar, mesmo quando os mais atrevidos optam por desligar o controlo de estabilidade.

Muito agradável de conduzir, a nova Astra Sports Tourer é uma das referências da classe em termos dinâmicos. O motor 1.6 CDTI de 110 cv garante a desenvoltura necessária e consumos de excelente nível

Muito agradável de conduzir, a nova Astra Sports Tourer é uma das referências da classe em termos dinâmicos. O motor 1.6 CDTI de 110 cv garante a desenvoltura necessária e consumos de excelente nível

Assim sendo, fica provado que a Astra Sports Tourer 1.6 CDTI é mesmo uma das opções do momento a (mais) ter em conta por quem pretende uma solução de mobilidade para a semana e para o fim-de-semana. Reforçando os predicados já exibidos pela berlina, passa a ser uma das referências da sua classe, tal o seu equilíbrio geral, a sua versatilidade e a sua competência. Com o nível de equipamento Innovation, muito completo (destaque para o alerta de saída de faixa de rodagem, com direcção activa; para a monitorização do ângulo morto; para o sistema de estacionamento automático; e para o sistema OnStar), o preço é de €28 600, mas, nesta fase de lançamento, a Opel tem em vigor uma campanha que oferece o upgrade do nível de equipamento, o que significa que é possível aceder a uma Innovation pelo preço de uma Dynamic (€26 850). A este desconto de €1750, é ainda possível acrescentar mais €1500 caso de opte pelo financiamento da marca – verba quel, em parte, pode bem ser aplicada na aquisição dos faróis de atriz de Led Intellilux (€1850).

Dados Técnicos e Equipamento

Dados Técnicos

Motor
Tipo4 cil. linha Diesel, transv., diant.
Cilindrada (cc)1598
Diâmetroxcurso (mm)79,7×80,1
Taxa de compressão16,0:1
Distribuição2 v.e.c./16 válvulas
Potência máxima (cv/rpm)110/3500
Binário máximo (Nm/rpm)300/1750-2000
Alimentaçãoinjecção directa common-rail
Sobrealimentaçãoturbocompressor+intercooler
Dimensões exteriores
Comprimento/largura/altura (mm)4702/1809/1499
Distância entre eixos (mm)2662
Largura de vias fte/trás (mm)1548/1565
Jantes – pneus7 1/2Jx17″ – 225/45 (Bridgestone Turanza T001)
Pesos e capacidades
Peso (kg)1403
Relação peso/potência (kg/cv)13,06
Capacidade da mala/depósito (l)540-1630/48
Transmissão
Tracçãodianteira
Caixa de velocidadesmanual de 6+m.a.
Direcção
Tipocremalheira com assistência eléctrica
Diâmetro de viragem (m)11,05
Travões
Dianteiros (ø mm)Discos ventilados (–)
Traseiros (ø mm)Discos maciços (–)
Suspensões
DianteiraIndependente, tipo MacPherson
TraseiraEixo semi-rígido
Barra estabilizadora frente/trássim/sim
Garantias
Garantia geral2 anos sem limite de km
Garantia de pintura2 anos
Garantia anti-corrosão12 anos
Intervalos entre manutenções30 000 km ou 12 meses

Equipamento de série

Airbag para condutor e passageiro (desligável)
Airbags laterais dianteiros
Airbags de cortina
Controlo electrónico de estabilidade
Cintos dianteiros com pré-tensores+limitadores de força
Fixações Isofix
Assistente aos arranques em subida
Ar condicionado bizona
Computador de bordo
Cruise-control+limitador de velocidade
Bancos dianteiros com regulação em altura/apoio lombar
Bancos em couro e tecido
Banco traseiro rebatível 60/40
Volante em pele regulável em altura+profundidade
Volante multifunções
Direcção com assistência electrohidráulica variável
Rádio Navi 900 IntelliLink+ecrã de 7″+6 altifalantes+entrada USB
Sistema de navegação
Sistema OnStar
Mãos-livres Bluetooth
Acesso e arranque sem chave
Vidros eléctricos FR/TR
Retrovisores exteriores eléctricos+aquecidos+rebatíveis electricamente
Sensores de estacionamento FR/TR
Travão de estacionamento eléctrico
Faróis de nevoeiro
Luzes diurnas por LED
Jantes de liga leve de 17″
Sistema de monitorização da pressão dos pneus
Kit anti-furo
Sistema Opel Eye (Inclui: Alerta de Colisão Dianteira, com travagem activa; Sistema de Auxílio à Manutenção na Faixa de rodagem, com direcção activa; Assistência à Travagem de Emergência; Reconhecimento de Sinais de Trânsito; Indicação da Distância para o Veículo da Frente; Assistente de Máximos; e Pack Visibilidade [inclui: sensores de luz+chuva e retrovisor interior electrocromático])
Portão traseiro com abertura/fecho eléctricos+sensor de pé

Extras da unidade testada

Pintura metalizada (€500)
Pack Innovation Plus (€1850 – inclui: faróis Intellilux de matriz LED; Pack Estacionamento Avançado [inclui: sistema de auxílio ao estacionamento; alerta de veículo no ângulo morto; e câmara de estacionamento traseira]; jantes de liga leve de 17″ com raios duplos; e vidros traseiros escurecidos)
Roda sobressalente de 16″ (€65)

António de Sousa Pereira

 

0 Comments



Be the first to comment!


Leave a Response

(required)