CompararComparando ...

Peugeot 308 SW 1.5 BlueHDI 130 Auto Style

Artigo
Peugeot 308 SW 1.5 BlueHDI 130 Auto Style

Visão geral
Marca:

Peugeot

Modelo:

308 SW

Versão:

1.5 BlueHDI 130 Auto Style

Ano lançamento:

2018

Segmento:

Familiares compactos

Nº Portas:

5

Tracção:

Dianteira

Motor:

1.5 Diesel

Pot. máx. (cv/rpm):

130/3750

Vel. máx. (km/h):

205

0-100 km/h (s):

9,7

Consumos (l/100 km):

3,5/3,7/4,2
(Extra-urbano/Combinado/Urbano)

CO2 (g/km):

98

PVP (€):

32 410/33 270 (unidade testada)

Gostámos

Consumos, Eficácia da caixa automática, Posicionamento comercial, Desempenho dinâmico, Mala ampla

A rever

Espaço traseiro, Posto de condução, Sonoridade artificial do modo Sport

Nosso Rating
Rating Leitor
Para avaliar, registe-se ou inicie sessão
Qualidade geral
7.0
Interior
7.0
Segurança
8.0
Motor e prestações
9.0
Desempenho dinâmico
9.0
Consumos e emissões
9.0
Conforto
8.0
Equipamento
8.0
Garantias
7.0
Preço
8.0
Se tem pressa...

Com a renovação do compacto francês chega à gama a combinação da caixa automática de 8 velocidades com o movo motor 1.5 Diesel de 130 cv. Um casamento bastante feliz, como o prova a Peugeot 308 SW 1.5 BlueHDI 130 Auto Style

8.0
Nosso Rating
Rating Leitor
You have rated this

 

 

A recente renovação operada pela Peugeot no seu familiar compacto só não se pode considerar ligeira porque, a par das alterações estéticas de pormenor, que actualizam o modelo visualmente, mas sem alterar nada de essencial na sua imagem, foram introduzidos na gama um novo motor turbodiesel e uma nova caixa automática. Na combinação destes dois elementos residindo o grande motivo de interesse da 308 SW 1.5 BlueHDI 130 Auto Style aqui em ensaio, que confirma a Peugeot como única marca generalista a propor um modelo de tracção dianteira nesta classe com transmissão automática de oito relações.

Excepção feita a esses “pormaiores”, que são o motor e a caixa, nada de especialmente relevante mudou na carrinha 308, por dentro como por fora. A carroçaria recebeu alguns retoques não mais do que ligeiros, o interior continua a primar por uma decoração interessante, por um espaço para pernas atrás não mais do que mediano e por uma das mais generosas bagageiras da classe. O conceito i-Cockpit é que continua a carecer de aperfeiçoamento, pois não são poucos os que não conseguem usufruir de uma posição relativa entre o banco do condutor e o volante que, ao mesmo tempo, lhes permita ter uma correcta visualização do painel de instrumentos sem, para tal, terem que ter o volante praticamente “ao colo”.

O interior continua a ser dominado pelo i-Cockpit, o conceito tão caro à Peugeot, mas que impede que boa parte dos condutores consiga desfrutar de um posto de condução correcto

O interior continua a ser dominado pelo i-Cockpit, o conceito tão caro à Peugeot, mas que impede que boa parte dos condutores consiga desfrutar de um posto de condução correcto

Nada de novo, portanto, pelo que é tempo de passar ao que realmente interessa. Começando pelo motor, tem por base o mesmo bloco da conhecida unidade de 1,6 litros, mas com uma ligeira redução do diâmetro dos cilindros a ditar uma correspondente redução da cilindrada para 1499 cc. Ao mesmo tempo, foi introduzida uma nova cabeça de dezasseis válvulas, comandadas por duas árvores de cames, assim como um novo sistema de combustão, entre outros detalhes.

Com tudo isto, a potência aumento 10 cv, para 130 cv ás 3750 rpm, sendo o binário máximo de uns genesos 300 Nm, disponíveis logo às 1750 rpm. Além de aununciar uma redução do consumo de 4-6% face ao anterior 1.6 BlueHDI de 120 cv, a marca de Sochaux assegura que esta unidade motriz respeita já as normas relativas às emissões de óxidos de azoto (NOx), a implementar somente em 2020.

Vantagem adicional, a de esta motorização 1.5 BlueHDI 130 poder ser combinada com a caixa automática Aisin de oito relações, o que ocorre pela primeira vez na gama da marca francesa com um motor abaixo do 2.0 BlueHDI 180 cv. E saúde-se esta aposta, já que esta refinada transmissão, com alavanca de formato original e comando “by wire”, casa de modo particularmente perfeito com o motor, mostrando-se sempre rápida, suave e inteligente na escolha da relação ideal para cada situação – embora seja sempre possível comandá-la manualmente em sequência através das patilhas no volante, propostas de série.

A refinada caixa Aisin de oito velocidades é um primor, convencendo tanto pela rapidez e suavidade, como pela forma como tira pleno partido das capacidades do motor, ajudando a garantido boas prestações e óptimos consumos

A refinada caixa Aisin de oito velocidades é um primor, convencendo tanto pela rapidez e suavidade, como pela forma como tira pleno partido das capacidades do motor, ajudando a garantido boas prestações e óptimos consumos

É, de facto, digna dos maiores encómios a forma como a caixa tira pleno partido da grande capacidade de resposta do motor, da sua invejável elasticidade, assim concorrendo para um aumento substancial do conforto de utilização, sobretudo em perímetro urbano. E, como se tudo isto não bastasse, não só não prejudica as performances, pelo contrário (os valores anunciados pela Peugeot indicam que permite ao 308 1.5 BlueHDI ser quase meio segundo mais rápido nos 0-100 km/h, e ganhar 2 km/h na velocidade máxima, por comparação com a versão de caixa manual de seis velocidades), como garante consumos praticamente idênticos, e verdadeiramente soberbos, sendo perfeitamente possível, numa utilização sem quaisquer sacrifícios, registar medias abaixo dos 6,0 l/100 km.

À disposição do utilizador está ainda o selector dos modos de condução, com as opções Eco, Normal e Sport, todos eles actuando sobre a reposta do motor, da caixa de velocidades e da direcção. Quando se pretende impor um ritmo mais empenhado, naturalmente que o modo Sport é o mais indicado, e também não restam dúvidas de que esta configuração muito contribuiu para uma maior competência dinâmica. Pena é que a mesma continue a pecar pela adopção de uma iluminação totalmente vermelha para a instrumentação, o que impede que se visualize a red line, e, pior um pouco, pelo ruído artificial e algo elevado do motor, incómodo, mesmo, ao fim de algum tempo – continuando a ser difícil entender como não é possível configurar este modo dispensando tão anacrónico e pouco útil “acessório”.

Menos mal que o dito nada influencia o des3mpenho dinâmico da 308 SW 1.5 BlueHDI Auto, mais um exemplo da mestria da escola francesa em combinar um conforto de marcha de excelência com um comportamento muito eficaz. Com o nível de equipamento Style, as jantes de 16” com pneus de medida 205/55 tendem mais a favorecer o conforto do que a estética ou a eficácia pura, o que conseguem com evidente eficiência, mas nem mesmo assim esta uma carrinha deixa de oferecer uma envolvência ao volante muito interessante.

Há pouco a apontar à 308 SW 1.5 BlueHDI 130 Auto em termos dinâmicos, conjugando um notável conforto de marcha com uma apreciável eficácia, tudo concorrendo para uma utilização fácil e muito agradável

Há pouco a apontar à 308 SW 1.5 BlueHDI 130 Auto em termos dinâmicos, conjugando um notável conforto de marcha com uma apreciável eficácia, tudo concorrendo para uma utilização fácil e muito agradável

Na actual gama da Peugeot, o nível de equipamento Style posiciona-se logo após o Business Line de acesso à gama – no fundo, os sucessores dos anteriores Access e Active, mas com conteúdos revistas. No caso em apreço, trata-se de um acabamento simples, sem grandes adornos ou luxos (em destaque, os bancos em tecido específicos, com costuras azuis, e os logos Style aplicados nos aguda-almas dianteiros e nas solieras das portas), mas que já inclui tudo o considerado essencial a este nível, com a vantagem de ser conjugado com preço bastante competitivo. Bancos sempre em tecido, mas especifico e com costuras azuis.

Temos assim que, contas feitas, e tendo em conta a campanha de apoio que a Peugeot tem em vigor, e que prevê um desconto directo de €4500 para as versões a gasolina, e de €3500 para as variantes Diesel, é possível adquirir uma Peugeot 308 SW 1.5 BueHDI 130 Auto Style por €28 910. São mais €1810 do que a opção de caixa manual, mas, que puder dispor deste montante, dificilmente se arrependerá, com as compensaçãoes a virem das melhores pestações, de um muito maior conforto de utilização, de uma manutenção menos onerosa e de um melhor valor retoma. E como consumos são praticamente idênticos, como diria o outro, é cada qual fazer as contas…

Airbag para condutor e passageiro (desligável)
Airbags laterais dianteiros
Airbags de cortina
Travão de estacionamento eléctrico
Controlo electrónico de estabilidade
Alerta de fadiga do condutor
Cintos dianteiros com pré-tensores e limitadores de esforço
Fixações Isofix
Assistente aos arranques em subida
Ar condicionado automático bizona
Computador de bordo
Bancos dianteiros com regulação em altura
Banco rebatível 60/40
Volante em pele regulável em altura+profundidade
Volante multifunções
Direcção com assistência eléctrica variável
Rádio com leitor de mp3+ecrã táctil de 9,7″+6 altifalantes+função mirror screen (Apple CarPlay+Android Auto+MirrorLink)
Sistema de navegação
Mãos-livres Bluetooth+USB+Aux
Peugeot Connect Box (chamada de emergência+assistência permanente)
Vidros eléctricos FR/TR
Vidros traseiros escurecidos
Retrovisores exteriores eléctricos+aquecidos+rebatíveis electricamente
Sensores de estacionamento traseiros
Cruise-control+limitador de velocidade
Pack Visibilidade (sensor de chuva+sensor de luz+retrovisor interior electrocromático)
Pack Alumínio (barras de tejadilho+calhas na bagageira em alumínio)
Mala com duplo piso
Faróis de nevoeiro
Jantes de liga leve de 16″
Pneu suplente de emergência

Pintura nacarada branca (€610)
Câmara de estacionamento traseira (€250)

Qual é a sua reação?
Excelente
100%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

    Deixe uma resposta

    2 × 3 =

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.