CompararComparando ...

Amar ou odiar: pick-up eléctrica Tesla Cybertruck chega em 2021

Artigo
Amar ou odiar: pick-up eléctrica Tesla Cybertruck chega em 2021

Porventura um dos automóveis mais disruptivos dos últimos tempos, foi, enfim, revelada a Cybertruck, a tão aguardada pick-up da Tesla. O início de produção, e das primeiras entregas a clientes, está marcado para o final de 2021, e por muitos que sejam os seus atributos, há um que, desde logo, faz a diferença, para o bem, ou para o mal: a estética…

Refere Elon Musk, o carismático CEO da Tesla, que a inspiração para a Cybertruck proveio, em parte, do Lotus Esprit dos anos de 1970 – até porque da sua colecção faz parte o exemplar do desportivo britânico que brilhou no filme 007 – The Spy Who Loved Me, e no qual se transformava num submarino. Analogias à parte, inequívoco é que é difícil não ficar surpreendido pelas linhas absolutamente angulosas desta pick-up de quatro portas e seis lugares distribuídos por duas filas de bancos, com quase seis metros de comprimento, mais de dois de largura e 1,9 m de altura, que mais parece ter saído directamente de um filme de ficção científica!

Mas há (muito) para conhecer sob a bizarra roupagem da Cybertruck. Desde logo, o facto da sua carroçaria, que a Tesla denomina como “exoesqueleto”, ser construída num aço inoxidável de alta resistência laminado a frio, de seu nome 30X, que a marca californiana garante ser praticamente impenetrável, contribuindo para reduzir substancialmente a corrosão e as amolgadelas, e outros danos, resultantes de pequenos toques, assim como para aumentar de forma notória a protecção dos ocupantes. Ao mesmo tempo, os vidros também são anunciados como ultra-resistentes, ainda que na apresentação pública da Cybertruck não tenham resistido ao impacto de uma esfera de metal contra os mesmos enviada pelo responsável de design da Tesla, ao contrário do prometido e anunciado…

Elemento sempre determinante numa pick-up, a caixa de carga: com uma capacidade de 1587 kg, pode ser coberta, assim oferecendo uma volumetria de 2832 litros salvaguardada dos olhares dos amigos do alheio. Já quem necessite de levar consigo mais pertences, gostará de saber que a capacidade de reboque da Cybertruck, na sua especificação de topo, é de nada menos do que 6350 kg.

Sempre equipada com suspensão pneumática, que permite aumentar ou reduzir, em 100 mm, uma altura ao solo que é de uns generosos 400 mm, e com um ângulo de ataque de 35°, e de saída de 28°, a Cybertruck será proposta em três versões. Quando do lançamento, estarão disponíveis duas opções, sendo a mais elementar a variante de acesso, proposta por cerca de 36 mil euros no mercado de origem: com apenas um motor e tracção traseira, é capaz de cumprir os 0-100 km/h em cerca de 7,0 segundos, e de oferecer uma autonomia superior a 400 km.

A meio da gama estará a versão Dual Motor, com dois motores e tracção integral, em que os 0-100 km/h se cumprem em menos de 5,0 segundos, para uma autonomia já próxima dos 500 km. O seu preço nos EUA é de cerca de €45 400.

No topo, mas a lançar apenas em 2022, estará a poderosa versão Tri Motor, proposta a partir de €63 500 no mercado norte americano. Como o seu nome indica, recorre a três motores eléctricos, anunciando pouco mais de 3,0 segundos nos 0-100 km/h (cifra que muitos superdesportivos gostariam de alcançar!) e uma autonomia superior a 800 km. A título comparativo, refira-se que o modelo com maior autonomia da Tesla, de momento, é a mais dotada versão do Model S, com 600 km.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

10 − 5 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.