CompararComparando ...

Aston Martin DSB Superleggera oficialmente revelado

Artigo
Aston Martin DSB Superleggera oficialmente revelado

 

 

Foi finalmente revelado em todo o seu esplendor o novo Aston Martin DBS Superleggera, modelo destinado a ocupar o lugar do Vanquish S na oferta da marca, e que, desde logo, se destaca por conjugar duas designações emblemáticas para o fabricante britânico. Como a Absolute Motors já teve anteriormente oportunidade de referir, enquanto que a sigla DBS faz parte da tradição da casa de Gaydon há mais de cinco décadas, o nome Superleggera foi pela primeira vez utilizado pela Aston Martin em 1967 e homenageia a célebre tecnologia de construção ultraleve da Carrozzeria Touring, que abriu caminho para modelos míticos, como os DB4, DB5, e DB6 Mark 1.

Mas o que realmente importa, agora, é mesmo o novo Super GT britânico, desde logo marcado pela sua carroçaria em fibra de carbono, com alguns elementos estilísticos exclusivos que lhe conferem uma aparência deveras exclusiva e musculada, criada pelo departamento de veículos especiais HQ da Aston Martin. Em destaque, a aperfeiçoada aerodinâmica, capaz de gerar uma downforce de 180 kg à velocidade máxima (a mais elevada de sempre num Aston Martin de produção em série), mas sem penalizar o Cx de um automóvel com 4712 mm de comprimento, 1968 mm de largura, 1280 mm de altura e uma distância entre eixos de 2805 mm, para um peso de apenas 1693 kg.

A animar o DSB Superleggera está o motor 5.2-V12 biturbo, que, graças a uma afinação específica, e a um novo sistema de escape (com válvulas activas e quatro ponteiras quadrangulares), oferece aqui 725 cv/6500 rpm e um binário máximo de 900 Nm, constante entre as 1800-5000 rpm, o suficiente para permitir ao modelo alcançar 340 km/h de velocidade máxima e cumprir os 0-100 km/h em 3,4 segundos. A transmissão é feita às rodas posteriores através de uma caixa automática ZF de oito velocidades com patilhas no volante e veio de transmissão em fibra de carbono, e de um diferencial autoblocante combinado com um sistema de vectorização de binário.

Já o châssis é uma evolução da mais recente geração da estrutura em alumínio estreada pelo DB11, com suspensões por triângulos sobrepostos na frente e multilink na traseira, dotadas de série de amortecimento activo, configurável também através do selector dos modos de condução, que actua, igualmente, sobre o motor, em função das opções GT, Sport e Sport Plus. As jantes de 21” estão revestidas por pneus Pirelli PZero, de medida 265/35 na frente, e 305/30 atrás, especialmente desenvolvidos para este modelo; através das mesmas é possível identificar os discos de travão carbocerâmicos ventilados, com um diâmetro de 410 mm na frente e 360 mm atrás.

Com um interior a fazer jus a toda a exuberância exterior, o novo DBS Superleggera tem as suas primeiras entregas a clientes previstas para o terceiro trimestre deste ano. Os preços, na Alemanha, iniciam-se nos €274 995.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

    Deixe uma resposta

    4 × 2 =

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.