CompararComparando ...

BMW X1: novas imagens

Artigo
BMW X1: novas imagens

[doptg id=”101″]

A primeira vez que a futura geração do BMW X1 foi avistada foi durante o transporte entre duas sessões de teste. Na altura, o mais pequeno dos X da marca da hélice estava em cima de um reboque, mas agora surge a rolar nas estradas alemãs, durante uma das sessões de teste, o que permite que seja vista em acção a nova plataforma UKL, de tracção dianteira, que equipa o X1 e é a grande inovação na nova geração deste modelo, que sempre teve tracção traseira- como, aliás, todos os modelos actualmente em comercialização pelo construtor bávaro, à excepção do eléctrico i3.

A mesma base será partilhada com o Série 1 GT, que deverá ser lançado em 2014, e com o novo Mini Cooper, que deverá ser conhecido no Salão de Los Angeles, em Novembro próximo. Estes serão os primeiros de uma série de doze automóveis que a BMW pretende lançar até 2020 desenvolvidos a partir desta plataforma, a qual permite que a BMW ofereça mais espaço no habitáculo aos modelos que a utilizam, mais precisamente para os ocupantes do banco traseiro, da mesma forma que garante uma importante redução dos custos de produção, o que será particularmente evidente no caso do X1, que deverá ser conhecido nos primeiros meses de 2015 e chegar aos concessionários logo depois.

BMW X1 3

Com a designação interna de F48, esta nova geração do BMW X1 exibe ainda muita camuflagem e não permite adivinhar muito das formas que o modelo de produção exibirá, mas, ainda assim, é fácil constatar os elementos característicos dos modelos do construtor alemão, como a grelha dianteira em forma de duplo rim e as grandes entradas de ar na zona inferior do pára-choques dianteiro. Também perceptível é uma linha do tejadilho mais descendente do que na actual geração do X1, o que confere a este SUV compacto um aspecto mais desportivo do que o actual. Merece referência ainda a linha do capot, cuja zona dianteira acompanha o perfil do duplo rim da grelha, algo que poderá alterar ainda mais a frente do SUV bávaro.

Debaixo do capot poderá estar o novo motor de 1,5 litros e três cilindros desenvolvido pela BMW e que se estreou no híbrido i8 no passado Salão de Frankfurt. Dotada de um turbocompressor de geometria variável, esta nova motorização, a primeira com três cilindros da história da BMW, deverá ser capaz de oferecer potências na ordem dos 180 cv, cerca de 30 cv mais do que o actual motor de 2,0 litros que anima a versão de acesso à gama a gasolina, a sDrive 18i, com uma descida de consumos e emissões que a BMW estima seja de entre 10% e 15%.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
José Macário
Comentários
Deixe uma resposta

    Deixe uma resposta

    4 × 3 =

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.