CompararComparando ...

James Robertson fazia 34 km por dia para trabalhar… a Internet “deu-lhe” um carro

Artigo
James Robertson fazia 34 km por dia para trabalhar… a Internet “deu-lhe” um carro

[jwplayer player=”1″ mediaid=”27494″]

As campanhas para angariação de fundos podem ter muitas finalidades. Uma delas pode ser a promoção de atitudes altruístas, como a tratada neste artigo. James Robertson é um norte-americano residente em Michigan, Detroit, que todos os dias percorria – a pé – cerca de 34 quilómetros por dia nos seus percursos para o trabalho, na cidade contígua de Rochester Hills.

Robertson cumpria a mesma rotina desde o dia em que o seu antigo Honda Accord de 1988 avariou (vendo-se sem dinheiro para o reparar ou adquirir um novo): despertava às 06:00 e saía para o trabalho, onde entrava às 14:00. Cumprido o seu turno, às 22h00, encetava o caminho de regresso para casa, o qual apenas concluía às 04:00 da manhã. Com efeito, ao longo de dez anos, Robertson dormia apenas em média duas horas por noite, mantendo-se acordado de dia à custa de bebidas energéticas com cafeína.

O percurso para o seu trabalho não era feito todo a pé. Pelo meio, James apanhava um autocarro, mas os transportes públicos não cumpriam todo o trajecto: por isso, de manhã fazia 13 km e à noite mais 21 km, devido à escassez dos mesmos no horário nocturno. Ainda assim, apesar de tudo isto, este norte-americano tornou-se num funcionário exemplar, recusando-se a faltar um dia que seja.

A história de James Robertson ganhou notoriedade através de uma reportagem do Detroit Free Press, a qual chamou a atenção de um jovem estudante chamado Evan Leedy, que por iniciativa própria criou uma campanha de “crowdfunding” no site GoFundMe, procurando angariar dinheiro suficiente para que Robertson pudesse comprar um carro novo.

O facto é que a história e a resiliência de James Robertson ganharam relevo a nível nacional, tendo-se espalhado pela Internet. O sucesso da campanha foi de tal modo avassalador que em sete dias apenas foram angariados mais de 340 mil dólares (!), tendo terminado hoje. Mais importante, já conta com um automóvel, cortesia de um concessionário da Ford Taurus nos Estados Unidos da América. Uma seguradora prontificou-se, de igual forma, a providenciar o seguro para que Robertson possa conduzir.

No momento da entrega do seu novo veículo, James voltou a sorrir de contentamento.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
Pedro Junceiro
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.