CompararComparando ...

Lisboetas perdem três dias por ano no trânsito

Artigo
Lisboetas perdem três dias por ano no trânsito

A TomTom, conhecida pela ajuda que dá aos condutores em termos de sistemas de navegação, produz anualmente um relatório sobre o tráfego em sessenta das principais cidades mundiais.

Nesse estudo, Lisboa surge na 24ª posição, estimando-se que os condutores lisboetas perdem em média 74 horas por ano no meio do trânsito, ou seja, um pouco mais de três dias dentro do veículo, no meio de tantos outros em pleno congestionamento.

Já o Porto surge na 44ª posição neste relatório que também retira outras conclusões curiosas, como o facto de considerar que os atalhos que muitos condutores tentam utilizar para escapar ao trânsito acabam por causar um perda de mais 50% do tempo normal da deslocação.

Por outro lado, as estradas secundárias são piores em termos de engarrafamento do que as estradas principais ou vias rápidas, o que faz todo o sentido, mas é aqui comprovado com números, pois as auto-estradas revelam 9% dos congestionamentos ao passo que esse valor nas estradas secundárias sobe para os 27%.

Os cálculos destes valores são feitos tendo como base a comparação entre os tempos de viagem  nas horas sem engarrafamentos e os tempos no pico do tráfego, levando em linha de conta as estradas secundárias e a auto-estradas.

A média global de congestionamento está nos 26% e neste momento a classificação das cidades mais congestionadas está assim alinhado:

1 – Moscovo 74%

2 – Istambul – 62%

3 – Rio de Janeiro – 55%

4 – Cidade do México – 54%

5 – São Paulo – 46%

6 – Palemro – 39%

7 – Varsóvia – 39%

8 – Roma – 37%

9 – Los Angeles – 36%

10 – Dublin – 35%

 

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
Pedro Grilo
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.