CompararComparando ...

Novo BMW Série 2 Coupé revelado na íntegra. Chega no início de 2022

Artigo
Novo BMW Série 2 Coupé revelado na íntegra. Chega no início de 2022

Chega no início de 2022 o novo BMW Série 2 Coupé, modelo com o qual a marca de Munique pretende inaugurar um novo capítulo na sua longa tradição de modelos compactos desportivos caracterizados por um prazer de condução referencial. Essencialmente focado na eficácia dinâmica, fará a sua estreia em público em Julho, no Festival de Goodwood, e promete constituir uma abordagem moderna do conceito de um compacto de duas portas de elevado desempenho, estreado na casa bávara com as versões equivalentes do mítico BMW 02, produzido entre 1966 e 1975.

O estilo atlético e exclusivo, marcado por linhas assertivas e formas esculpidas, com cavas das rodas pronunciadas, para um porte mais musculado, será uma das principais características do novo Série 2 Coupé, até por permitir diferenciá-lo de modo notório dos membros da Série 1 do construtor germânico. Em destaque, a grelha de duplo rim de novo desenho, com aletas verticais activas, em detrimentos tradicionais barras; as ópticas dianteiras com luzes de máximos individualizadas (evocativas do referido BMW 02), integralmente por LED de série, adaptativas em opção; os compactos farolins traseiros por LED de efeito tridimensional; e os espelhos retrovisores M.

Com 4537 mm de comprimento, 1838 mm de largura, 1390 mm de altura e 2471 mm de distância entre eixos, face ao seu antecessor, o novo Série 2 Coupé é 105 mm mais comprido, 64 mm mais largo e 28 mm mais baixo, além de contar com uma distância entre eixos ampliada em 51 mm e vias alargadas 54 mm na frente (para 1575 mm) e 31 mm atrás (para 1587 mm). Ao mesmo tempo, além da sua preponderância para a componente visual, as linhas exteriores visaram apurar tanto quanto possível a aerodinâmica, com o modelo a anunciar uma redução de 50% da sustentação.

O interior, cujo desenvolvimento centrou-se no condutor, oferece uma posição de condução baixa, estreia no Série 2 o head-up display (opcional) e pode dispor de um painel de instrumentos totalmente digital com o (também opcional) BMW Live Cockpit Professional. De série são, entre outros, elementos como o volante desportivo multifunções em pele, com botões de novo desenho; os bancos dianteiros desportivos com função easy entry; o banco traseiro com configuração individual e rebatimento na proporção 40/20/40; o ar condicionado automático de três zonas e o pára-brisa acústico.

Ainda a ter em conta, a promessa da adopção de materiais de superior qualidade e de acabamentos mais perfeitos; as aplicações trapezoidais retroiluminadas nos painéis interiores das portas, quando escolhida a opcional iluminação anterior ambiente; e a bagageira com 390 litros de capacidade (mais 20 litros do que no anterior modelo) e um plano de carga 35 mais baixo. Com a opcional especificação M Sport, o revestimento dos bancos é em Alcantara e Sensatec e são incluídos apoios para os joelhos na consola central, fazendo parte da lista de extras o volante M e os bancos M Sport com encostos de cabeça integrados – existindo ainda elementos estilísticos exteriores específicos.

Contudo, e como sucede com quase todos os BMW, e mais ainda com os especialmente centrados na dinâmica, será a mecânica o que mais faz a diferença no novo Série 2 Coupé, único modelo da oferta de compactos da marca (e do próprio mercado) a dispor de tracção traseira (integral na variante de topo) e de motores de seis cilindros em linha de colocação longitudinal. A tecnologia aplicada ao nível do châssis é a originalmente desenvolvida para o novo Série 4 Coupé, naturalmente adaptada às características próprias do Série 2 Coupé, começando por merecer aqui menção a rigidez torsional aumentada em 12% face ao modelo da anterior geração, as medidas adoptadas para conter o peso do conjunto (com uma repartição próxima dos 50% para cada eixo) e o baixo centro de gravidade, elementos que visam constituir a base ideal para um desempenho dinâmico altamente desportivo.

A suspensão com elementos em aço e alumínio, por triângulos inferiores na frente, e do tipo multilink com cinco braçoas atrás, conta com um camber negativo aumentado em 30’ no eixo dianteiro e amortecedores específicos, podendo dispor de amortecimento activo com a opcional suspensão M adaptativa. As jantes são de 17” de série (jantes M de 18” com a especificação M Sport), a direcção Servotronic é de série e o comportamento em curva promete oferecer evidentes melhorias em termos de precisão e agilidade.

A oferta de motores, no que às versões “convencionais” diz respeito, inclui três unidades de quatro cilindros (duas a gasolina e uma Diesel), sempre combinadas com a caixa automática Steptronic de oito velocidades (em opção,

Steptronic Sport com patilhas no volante, launch control  e função Sprint, para reprises mais dinâmicas) e a tracção atrás. O 220i Coupé é animado pela unidade a gasolina de 2,0 litros, 184 cv e 300 Nm, com colector de escape integrado na cabeça dos cilindros, para menores emissões poluentes, cumprindo os 0-100 km/h em 7,5 segundos e alcançando 236 km/h de velocidade máxima. O 230i Coupé, disponível apenas  no Verão, monta a derivação de 245 cv deste mesmo motor, e pode dispor de diferencial autoblocante electrónico M Sport em opção. Ao passo que o 220d Coupé, com motor 2.0 turbodiesel de 190 cv e 400 Nm, e tecnologia mild hybrid de 48 Volt, anuncia 6,9 segundos nos 0-100 km/h e 237 km/h de velocidade máxima.

Enquanto não chegar o novo M2, o que só deverá acontecer um a dois anos depois do lançamento das versões “normais”, a variante de topo do modelo será o M240i xDrive, equipado com um motor de seis cilindros em linha de 3,0 litros, com 374 cv (mais 34 cv do que anteriormente) e 500 Nm, capaz de levá-lo até aos 250 km/h de velocidade de máxima, e de permitir-lhe cumprir os 0-100 km/h em 4,3 segundos. Neste caso, a caixa Steptronic Sport, o diferencial M Sport, a suspensão M Sport de afinação específica (adapatativa em opção) e a especificação M Sport são de série, contando igualmente esta versão com reforços adicionais na secção dianteira e, sobretudo, com a tracção integral xDrive, particularmente incidente sobre o eixo posterior sempre que as condições de condução assim o permitam. Outros elementos distintivos do M240i xDrive, os travões M Sport, as jantes de 19” (com pneus de alta performance em opção) e as vias mais largas 9 mm na frente e 4 mm atrás.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.