CompararComparando ...

Novo Kia e-Niro: 455 km de autonomia eléctrica desde €45 500

Artigo
Novo Kia e-Niro: 455 km de autonomia eléctrica desde €45 500

São muitas as medidas anunciadas pela Kia, e integradas no seu chamado “Plano S”, o qual representará um investimento de 22,5 mil milhões de euros até 2025, para ser uma das marcas líder na transição para a mobilidade eléctrica e sustentada. Nomeadamente, e entre (muitas) outras: lançar onze modelos electrificados até 2025, para garantir uma quota neste mercado, a nível global, de 6,6% (correspondente a 25% das suas vendas totais); lançar um novo modelo 100% eléctrico em 2021, para ajudar a garantir vendas neste sector de 500 mil unidades ano (e, ainda, um total de 1 milhão de veículos “ecológicos”/ano, sem contar com o mercado chinês, o maior do mundo); apostar em novos negócios, e na optimização dos actuais; criar novos produtos e serviços de mobilidade orientados para o cliente.

Nada de absolutamente original, na sua génese, restando saber qual será o respectivo resultado prático e final. E esse, ainda durante mais uns anos, muito dependerá da performance do produto – e daí a aposta da Kia, em Portugal, no e-Niro, variante de propulsão exclusivamente eléctrica do crossover sul-coreano que agora chega ao mercado luso, juntando-se às suas versões híbrida e híbrida plug-in já em comercialização.

Visualmente, o e-Niro distingue-se dos seus “primos” Niro HEV e Niro PHEV, desde logo, pela grelha “fechada”, com o logótipo do modelo gravado em relevo; pelas entradas de ar redesenhadas; pelas novas luzes diurnas por LED, em forma de ponta de flecha, com elementos em azul. Disponível em dez cores de carroçaria, são também específicos desta versão o novo pára-choques dianteiro; as jantes em liga de 17” xom acabamento diamantado bitonal; e pelo para-choques traseiro redesenhado com elementos azuis.

No interior, a par dos habituais instrumentos e menus do sistema de infoentretenimento específicos de um automóvel totalmente eléctrico, merece referência, por exemplo, a consola central. Não existindo caixa de velocidades, nem a respectiva alavanca de comando, a transmissão passa a ser operada por um selector rotativo do tipo shift-by-wire, colocado no prolongamento do apoio central de braços, onde também podem ser encontrados os botões de comando do travão de estacionamento elétrico, dos bancos aquecidos e ventilados, do volante aquecido, do selector dos modos de condução e dos sensores de estacionamento – assim como uma zona de arrumação mais ampla.

A marcar a diferença no habitáculo estão, ainda, as molduras em azul das saídas de ventilação; os revestimentos em tecido e pele sintética, pele sintética ou pele verdadeira (em preto, cinzento escuro ou num novo esquema cromático exclusivo do e-Niro, que combina estofos pretos com costuras azuis); a nova iluminação ambiente ajustável (seis cores disponíveis: branco, cinzento, bronze, vermelho, verde e azul). Opcional é o carregador por indução para smartphones.

Mas, como não podia deixar de ser, o que mais importará no novo e-Niro são so seus atributos mecânicos e comerciais. Aqui, referência primeira para o motor, com uma potência de 204 cv constante entre as 3800-8000 rpm, e um binário máximo de 395 Nm constante entre as 0-3600 rpm, capaz de permitir ao modelo cumprir os 0-100 km/h em não mais do que 78 segundos, para uma velocidade máxima de 167 km/h.

Porventura mais importante, a bateria de polímeros de iões de lítio, com 64 kWh de capacidade, o que se traduz numa autonomia anunciada, no ciclo WLTP, de 455 quilómetros, podendo chegar, em condução urbana, aos 615 km. Quanto aos tempos de recarga, são de 42 minutos numa estação de carga rápida a 100 kW, ou de 5h50m numa Wallbox a 7,2 kW.

No volante estão montadas duas patilhas que comandam, não a transmissão, mas um dos cinco níveis de travagem regenerativa (“Off”, 1, 2, 3 e “One pedal”), o que permite ao utilizador optimizar esta funcionalidade e, com ela, a própria autonomia. Ao mesmo tempo que o selector de modos de condução oferece as opções Eco, Eco+, Normal e Desportivo.

Relativamente a preços, e tendo como única opção a pntiura metalizasa (€450), o e-Niro beneficia de uma campanha de lançamento em Portugalcque permite a sua aquisição por €45 500 no caso dos particulares. Já para os clientes frotistas, o preço nicia-se nos €35 800 mais IVA, podem sofrer alguns ajustes, para baixo, em função do número de unidades adquiridas. Em qualquer dos casos, mantém-se inalterada a conhecida garantia de fábrica da Kia de sete anos ou 150 000 km, aplicável também à bateria de alta tensão e ao motor eléctrico.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
1Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

13 + 10 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.