CompararComparando ...

Aston Martin DBX: o futuro best-seller

Artigo
Aston Martin DBX: o futuro best-seller

Aston Martin DBX

Segundo previsões da própria Aston Martin, avançadas pelo Automotive Nerws Europe, o DBX, revelado enquanto protótipo em 2015, deverá tornar-se no seu modelo mais vendido a partir da altura em que chegar ao mercado, no início de 2020. Segundo a marca de Gaydon, os planos apontam para vendas anuais de 3850 exemplares do seu futuro SUV, contra as 3250 unidades/ano previstas para o Vantage da nova geração, acabando este por ser um modelo decisivo também para que as vendas totais da Aston Martin superem, pela primeira vez, os dez mil automóveis em 2021, e para a conquista de novos clientes, incluindo mulheres.

Estes elementos foram divulgados pelo construtor britânico no prospecto criado por ocasião da sua entrada na bolsa de Londres, aí se podendo ler, também, que a Aston Martin prevê equipar o DBX com o mesmo motor 4.0-V8 biturbo de origem Mercedes, já utilizado pelo Vantage e pelo DB11 (o acordo estabelecido com a Ford para o fornecimento do conhecido V12 de 6,0 litros termina em 2021), estando na sua base uma plataforma em alumínio fundido e extrudido, para conter ao máximo o peso do veículo. Além deste rival potencial de modelos como o Bentley Bentayga, o Ferrari Purosangue ou o Lamborghini Urus, a produzir na sua nova fábrica de St. Athan, no País de Gales, a Aston Martin tem ainda previsto o renascimento da Lagonda em 2021, através do lançamento de um crossover eléctrico antevisto como concorrente directo do futuro Rolls-Royce Cullinan.

Qual é a sua reação?
Excelente
100%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

    Deixe uma resposta

    20 + 12 =

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.