CompararComparando ...

Audi e Hyundai juntas nas fuel cells

Artigo
Audi e Hyundai juntas nas fuel cells

 

 

O desenvolvimento conjunto da tecnologia das fuel cells é o móbil do mais recente acordo estabelecido entre a Audi e a Hyundai, que aguarda aprovação por parte das autoridades reguladoras, prevendo a partilha de patentes e o acesso a componentes não competitivos como forma de acelerar a disseminação da chamada pilha de combustível. Uma solução que apresenta diversas vantagens, sendo, porventura, as mais óbvias a superior autonomia face ao um eléctrico a baterias “convencional”, e tempos de reabastecimento dos depósitos de hidrogénio não muito diferentes dos necessários para reabastecer um depósito de combustível fóssil, obviamente bastante mais céleres do que o recarregamento de baterias de elevada capacidade.

No seio do Grupo VW, a área das fuel cells está sob a égide da marca dos quatro anéis, que se estreará comercialmente no mercado neste particular no início da próxima década, através da produção, em pequena série, de um SUV que promete combinar um conforto de excepção com uma elevada autonomia. Nas últimas duas décadas, a marca de Ingolstadt tem realizado diversos projectos neste domínio, o primeiro dos quais o A2H2, em 2004, seguido do Q5 HFC, em 2008, do A7 Sportback h-tron e do protótipo h-tron quattro concept.

Já a Hyundai tornou-se, ao longo dos anos, num dos principas especialistas do sector nesta tecnologia, e há já alguns anos que tem à venda, em mercados seleccionados, modelos animados por fuel cells. São disso exemplo o Hyundai iX35 FCEV e, mais recentemente, o Nexo, tendo as vendas do construtor sul-coreano, neste particular, registado cerca de 200 unidades em 2017.

Qual é a sua reação?
Excelente
50%
Adoro
0%
Gosto
50%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

    Deixe uma resposta

    4 × 3 =

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.