CompararComparando ...

Audi S5 TDI: agora com motor Diesel de 347 cv. À venda em Maio

Artigo
Audi S5 TDI: agora com motor Diesel de 347 cv. À venda em Maio

Pela primeira vez na história do modelo, o Audi S5 passa a ser disponibilizado com um motor a gasóleo. Uma opção, no mínimo, interessante, porque criada numa época em que não falta quem profetize a morte dos motores Diesel, e, para mais, oriunda de uma marca que, à semelhança da maioria das suas congéneres no Grupo VW, aposta (muito) forte na propulsão eléctrica como solução para o futuro.

Seja como for, já a partir de Maio, chegam ao mercado os S5 Coupé TDI e S5 Sportback TDI. Ambos são animados pela versão mais poderosa do conhecido motor 3.0 TDI de seis cilindros em V, uma unidade do tipo mild hybrid, dotada de um sistema eléctrico de 48 Volt, com um alternador/motor de arranque integrado com refrigeração liquida, capaz de recuperar até 8 kW e 60 Nm em desaceleração e travagem – energia, por sua vez, armazenada numa bateria de iões de lítio com 0,5 kWh de capacidade, instalada sob o piso da bagageira.

Atributo determinante deste motor é, ainda, o compressor eléctrico EPC, instalado junto ao intercooler, e que tem como missão auxiliar o turbocompressor de geometria variável, com 3,4 bar de pressão máxima de sobrealimentação, nos momentos em que a carga do motor, e o fluxo dos gases de escape, são insuficientes para accionar a respectiva turbina. Com um compacto motor eléctrico integrado, com 7 kW de potência, o EPC é capaz de atingir 65 000 rpm em cerca de 300 milésimos de segundo, com o ar comprimido a ser diretamente enviado para a câmara de compressão, garantido ao motor uma resposta praticamente instantânea às solicitações do acelerador.

Capaz de disponibilizar 347 cv de potência e um binário máximo de 700 Nm, constante entre as 2500-3100 rpm, este propulsor permite ao coupé cumprir os 0-100 km/h em 4,8 segundos, e ao cinco portas efectuar o mesmo exercício em 4,9 segundos, estando a velocidade máxima, como habitualmente, limitada a 250 km/h. O consumo combinado anunciado, esse, é de não mais do que 6,2 l/100 km para os dois modelos, equivalente a emissões de CO2 de 161 g/km.

Nos novos S5 TDI, a transmissão da potência ao solo está a cargo de uma caixa automática tiptronic de oito velocidades e de um sistema de tracção integral permanente quattro com diferencial central autoblocante. Com uma repartição estática de 40:60 entre os eixos dianteiro e traseiro, pode disponibilizar até 70% do binário para o eixo dianteiro, e 85% para o eixo traseiro, podendo, ainda, dispor, em opção, do diferencial desportivo.

Também opcionais são o sistema de amortecimento activo, a direcção dinâmica de relação variável e as jantes de 19” e de 20”, estas últimas revestidas por pneus de medida 265/30 (de série, os novos S5 TDI montam jantes de 18” com pneus 245/40). O sistema de travagem conta com discos ventilados dianteiros de 375 mm de diâmetro, actuados por pinças de seis pistões com logótipo S pintadas de preto (vermelhas em opção).

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

    Deixe uma resposta

    4 + 15 =

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.