CompararComparando ...

Novo Alfa Giulia GTA com 540 cv… só para 500 felizardos!

Artigo
Novo Alfa Giulia GTA com 540 cv… só para 500 felizardos!

Regressa ao mundo automobilístico a mítica sigla GTA na forma dos novos Alfa Romeo Giulia GTA e GTAm. Duas propostas mais extremas da berlina transalpina, criadas em jeito de comemoração do 110º aniversáio da casa milanesa, que se comemora oficialmente no próximo dia 24 de Junho – o dia em que os novos desportivos serão, pela primeira vez exibidos em público.

O conceito que lhes está subjacente é, na sua essência, o mesmo que serviu de base ao desenvolvimento do Giulia GTA, desenvolvido em 1965 pela Autodelta, a partir do Giulia Sprint GT, e que granjeou invejável palmarés na competição. E que acaba por estar espelhado na própria designação do modelo: sendo GTA o acrónimo de Gran Turismo Alleggerita (“aligeirado”, numa tradução livre, isto é, mais leve), significa isto que o modelo será mais potente e leve do que aquele que lhe está na génese – no caso, o Alfa Giulia Quadrifoglio de 510 cv –, tal como sucedia com o seu predecessor do século passado, que, refira-se, recebeu uma carroçaria em alumínio, para baixar o peso de 950 kg para 745 kg, ao mesmo tempo que o motor de 1570 cc, com uns, para a época, entusiasmantes 115 cv, passava a oferecer uns ainda mais notáveis 170 cv.

Já disponível para encomenda, o GTA do século XXI será produzido numa edição limitada a não mais do que 500 exemplares numerados e certificados, divididos entre duas variantes: Giulia GTA e Giulia GTAm – a segunda com apenas dois lugares e uma configuração mais radical, embora também homologada para utilização na via pública. Os afortunados proprietários de qualquer um dos modelos serão ainda brindados com um kit de boas-vindas personalizado, que inclui, entre outros, um capacete Bell com decoração especial GTA, um conjunto de competição completo da Alpinestars (fato, luvas e sapatos), uma capa personalizada Goodwool para proteger o próprio veículo e um curso de condução específico, preparado pela Alfa Romeo Driving Academy.

A distinguir o Giulia GTA está, desde logo, a aparência exterior mais desportiva e agressiva, em boa parte assegurada pela aerodinâmica optimizada. As soluções adoptadas recorrem aos conhecimentos adquiridos na Fórmula 1, através da parceria existentes com a Sauber Engineering, materializando-se no chamado Sauber Aerokit, composto pelas saias laterais e pelo deflector traseiros específicos, e pelo splitter dianteiro activo – a que se juntam no Giulia GTAm, o splitter dianteiro de maiores dimensões, e uma verdadeira asa traseira em fibra de carbono, que assegura maior carga aerodinâmica a alta velocidade.

Para um comportamento dinâmico mais acutilante concorrem, ainda, a ponteira de escape central integrada no novo difusor traseiro em fibra de carbono, o alargamento em 500 mm de ambas as vias e a suspensão com novas molas, amortecedores e apoios. Exclusivas são, ainda, as jantes de 20” com porca de fixação central, sendo a primeira vez que uma solução deste género é instalada numa berlina da Alfa Romeo.

A redução do peso em nada menos do que 100 kg é outro dos trunfos de monta dos Giulia GTA e Giulia GTAm, até pela sua importância para a melhoria do desempenho dinâmico e das prestações. Tendo este valor sido alcançado através do recurso a materiais leves, como a fibra de carbono (veio de transmissão, capot, tejadilho, pára-choques dianteiro, cavas das rodas dianteiras e nas aplicações das cavas das rodas traseiras), o alumínio (motor, portas e sistemas de suspensão) e diversos materiais compósitos aplicados em locais estratégicos – não esquecendo a adopção de bancos desportivos com estrutura monobloco em fibra de carbono. Apenas no Giulia GTAm, referência, ainda para o recurso ao Lexan (resina especial da família dos policarbonatos) nas molduras dos vidros laterais e do óculo traseiro, e para a inclusão de cintos de segurança Sabelt de seis pontos de fixação.

Quanto ao motor, o 2.9-V6 biturbo integralmente construído em alumínio, agora dotado de um novo sistema de escape oriundo da Akrapovič, fabricado em titânico e com uma sonoridade que promete ser inconfundível, foi profundamente recalibrado para passar a oferecer 540 cv. O que, no Giulia GTAm, se traduz numa relação peso/potência de 2,82 kg/cv, e numa aceleração 0-100 km/h cumprida em não mais do que 3,6 segundos.

Por fim, o interior, em que há vários pormenores que se destacam, como o revestimento integralmente em Alcantara do tablier, painéis das portas, porta-luvas, pilares laterais e zona central dos bancos, ou as aplicações em fibra de carbono opaca. No Giulia GTA, os painéis e vidros traseiros, assim como o banco posterior, são os mesmos do Giulia Quadrifoglio, para que o modelo possa cumprir com a sua filosofia de “supercarro para utilização diária”.

Já no Giulia GTAm o banco exterior foi removido, surgindo em seu lugar uma zona de arrumação totalmente forrada a Alcantara, com moldes específicos, criados para albergar capacetes e um extintor. A sua maior proximidade ao mundo da competição é comprovada, também, pela montagem de um rollbar, e pelas correias que substituem os puxadores das portas na tarefa de assegurar a respectiva abertura.

Qual é a sua reação?
Excelente
100%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

4 − 2 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.