CompararComparando ...

Novo Porsche 911 Carrera T: mais simples, mais leve, mais ágil

Artigo
Novo Porsche 911 Carrera T: mais simples, mais leve, mais ágil

Derivação evocativa do mítico 911 T de 1968, já está disponível para encomenda em Portugal a mais recente versão Carrera T do Porsche 911, como sempre caracterizada pelo peso reduzido, pela transmissão mais curta e por uma série de outros pormenores destinados a optimizar o seu desempenho dinâmico. Mais uma vez, o novo 911 Carrera T tem por base o 911 Carrera, deste começando por se distinguir, visualmente, através do spoiler dianteiro específico, que também melhor a aerodinâmic); dos retrovisores exteriores Sport Design em cinzento metalizado; das jantes Carrera S de 20” em cinzento titânio; dos logos “911 Carrera T” nas laterais; e, na traseira, das aletas da grelha, do logótipo da marca e do emblema 911 Carrera T em cinzento.

No interior, referência para os bancos dianteiros (o do condutor com regulação elétrica de quatro vias) com secção central em Sport-Tex e logo 911 bordado nos encostos (pela primeira vez, estão disponíveis, como opção, nesta versão, as bacquets desportivas); para o volante desportivo GT em pele com selector dos modos condução, e para a exclusiva alavanca de comando da caixa mais curta, junto à qual está o respectivo diagrama de funcionamento pintado de vermelho. Quem eleger o opcional pacote interior T usufruirá de vários elementos em cor contrastante (amarela, vermelha ou cinzenta) , caso dos cintos de segurança, do  logo 911 nos encostos de cabeça, dos puxadores das portas e da secção central dos bancos.

Para aligeirar o peso, o óculo posterior e as janelas laterais traseiras são concebidos num vidro mais leve, os manípulos interiores de abertura das portas foram substituídos por tiras em pele, os bancos traseiros foram suprimidos e foi reduzida a quantidade de material fonoabsorvente – tudo isto permitindo ao modelo registar na balança 1425 kg, ou seja, 20 kg menos do que um 911 Carrera com o mesmo nível de equipamento, para uma relação peso potência de 3,85 kg/cv. Quem assim o pretender, pode ainda dispensar o sistema de comunicações e entretenimento PCM (Porsche Communication Management).

Mecanicamente, o motor de seis cilindros Boxer biturbo, com 3,0 litros de capacidade, 370 cv de potência e um binário máximo de 420 Nm conjuga-se com uma caixa de velocidades de relações mais curtas (manual de série, PDK, de dupla embraiagem, em opção) e um diferencial traseiro autoblocante mecânico. O escape desportivo, com ponteiras centrais em preto, é de série; a suspensão foi rebaixada 20 mm e dispõe, de série, de amortecimento pilotado PASM, sendo ainda este o único 911 Carrera a poder montar, opcionalmente, o eixo traseiro direcional.

Capaz de alcançar 290 km/h de velocidade máxima, o novo 911 Carrera T anuncia 4,5 segundos nos 0-100 km/h (menos 0,1 segundos do que o 911 Carrera Coupé) e 15,1 segundos nos 0-200 km/h, valores que baixam para 4,2 segundos e 14,5 segundos, respectivamente, quando equipado com a caixa PDK. Já disponível para encomenda em Portugal, o modelo começará a ser entregue aos seus clientes em Janeiro próximo, tendo os preços inicio nos 135 961 euros.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

4 × 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.