CompararComparando ...

Novos Peugeot 3008/5008 desde €32 450. Primeiro contacto dinâmico

Artigo
Novos Peugeot 3008/5008 desde €32 450. Primeiro contacto dinâmico

Corria o início de Setembro quando a Peugeot decidiu revelar os renovados 3008 (saiba mais aqui) e 5008 (saiba mais aqui). Agora, a filial lusa da marca de Sochaux dá início à comercialização dos seus populares SUV, tendo mesmo proporcionado à imprensa um primeiro contacto com o actualizado 3008.

Como oportunamente referido pela Absolute Motors, as alterações operadas são, basicamente, as mesmas para os dois modelos (excepção feita à gama de motores, que inclui algumas nuances), e a gama, tal como acontece com os restantes modelos da marca, passa a articular-se em torno de três níveis de acabamento, cada qual possível de complementar por um pacote de equipamento específico: Active/active Pack, Allure/Allure Pack, e GT/GT Pack. Visualmente, as principais modificações incidem sobre a secção dianteira, que inclui, agora, uma grelha sem moldura (com design específico nos níveis GT e GT Pack), prolongada em pequenas asas sob os faróis redesenhados (por LED em todas as versões, e com função de curva nos níveis GT e GT Pack); o monograma do modelo colocado no extremo do capot; um pára-choques de novo desenho, com conchas laterais em preto brilhante e placa de protecção pintada. A isto há que juntar os farolins traseiros redesenhados, igualmente por LED e com piscas dinâmicos, as jantes de novo desenho e novas cores de carroçaria.

Novidade, o inédito Black Pack, disponível como opção para os níveis GT (€400) e GT Pack (€200), e composto por vários elementos em preto ou escurecidos. A saber: grelha e emblema do leão em cromado escurecido; conchas dos pára-choques, embelezadores dos guarda-lamas dianteiros e do tejadilho, deflector traseiro e rebordo do pára-choques traseiro em preto brilhante (e, também, os embelezadores de custódia no 5008); barras de tejadilho  e monogramas 3008/5008, GT e Peugeot em preto acetinado; bases das portas e estrutura dos limpa pára-brisas em preto; e jantes de 19” específicas em preto.

No interior, principal destaque para a mais recente geração do i-Cockpit, com painel de instrumentos digital de 12,3” personalizável, e sistema de infoentretenimento com ecrã táctil de 10” e sete botões de atalho tipo teclas de piano para as principais funções de conforto. Ainda a ter em conta, os novos revestimentos dos bancos (em tecido, pele e tecido ou integralmente em pele, consoante níveis equipamento) e o sistema de carregamento por indução para smartphones. Não sendo demais referir que o 5008, a referência do mercado na sua classe entre os SUV de sete lugares, continua a oferecer três bancos independentes e escamoteáveis, reguláveis em comprimento e inclinação, na segunda fila; dois bancos independentes, escamoteáveis e removíveis na segunda fila; e uma bagageira cuja capacidade varia entre 780-1940 litros.

No que aos novos sistemas avançados de assistência à condução diz respeito, referência primeira para o sistema de visão nocturna Night Vision, proposto como opção, por €1200, nos níveis GT e GT Pack, e capaz de detectar peões e animais até 200-250 m da frente do veículo, tanto à noite como em zonas de visibilidade reduzida, exibindo uma apresentação em infravermelhos dos mesmos ao centro do painel de instrumentos. Igualmente a ter em conta, o cruise control adaptativo com função stop&go, disponível para as versões de caixa automática, e possível de combinar com o assistente activo à manutenção na faixa de rodagem; a travagem autónoma de emergência, com alerta de colisão frontal e detecção de peões e ciclistas, de dia como de noite, activa entre os 5-140 km/h; o o sistema alargado de leitura de sinais de trânsito.

Passando à oferta de motores, 3008 e 5008 propõem ambos o três cilindros a gasolina 1.2 PureTech de 130 cv (com caixa manual de seis velocidades, ou automática de oito relações), o novo quatro cilindros a gasolina 1.6 PureTech de 180 cv (apenas com caixa automática de oito velocidades) e o turbodiesel 1.5 BlueHDi de 130 cv (também com caixa manual ou automática). Exclusivo do 5008 é o bloco 2.0 BlueHDi de 180 cv, somente disponível com caixa automática.

Por oposição, as motorizações híbridas plug-in continuam a ser exclusivas do 3008. Ambas contam com suspensão traseira independente do tipo multilink, e propõem de série um carregador de bordo de 3,7 kW, estando, em opção, disponível, por €300, um de 7,4 kW, sendo os tempos de carregamento da bateria de alta tensão de 7h00 numa tomada de corrente convencional a 8 A; de 4h00 numa tomada reforçada a 16 A; e de 1h45m numa Wallbox a 7,4 kW.

A mais acessível das variantes híbridas é o 3008 Hybrid de tracção dianteira, que conjuga o motor a gasolina 1.6 PureTech de 180 cv, um motor elétrico dianteiro de 110 cv, uma caixa automática de oito velocidades e uma bateria de iões de lítio com 11,8 kWh de capacidade, para uma potência combinada de 225 cv e uma autonomia em modo totalmente eléctrico de 56 km no ciclo WLTP. Já no mais dotado 3008 Hybrid4 de tracção integral, o motor a gasolina 1.6 PureTech de 200 cv alia-se a um motor eléctrico (dianteiro) de 110 cv, a um segundo motor eléctrico (traseiro) de 112 cv, a uma caixa automática de oito velocidades e uma bateria de iões de lítio com 13,2 kWh de capacidade, para uma potência combinada de 300 cv e uma autonomia em modo totalmente eléctrico de 59 km no ciclo WLTP, sendo de referir que a tracção integral está disponível também no modo 100% eléctrico.

Nesta nova geração, todas as versões térmicas dos 3008 e 5008 dotadas de caixa automática oferecem, de série, o selector de modos de condução, com as opções Normal, Sport e Eco. Com as declinações híbridas plug-in a contarem com os modos Eletric (o seleccionado por omissão no arranque), Hybrid e Sport (a que se junta, no 3008 Hybrid4, o modo 4WD).

Por ocasião da chegada a Portugal dos actualizados 3008 e 5008, foi possível privar por algumas de horas com o 3008 1.5 BlueHDi 130 cv Allure Pack, e com ele percorrer cerca de duas centenas de quilómetros. Se a evolução estilística cada qual avaliará por si, embora seja de salientar que o modelo mantém intacto todo o seu apelo e modernidade visuais, já no habitáculo o maior impacto é, inquestionavelmente, causado pelo i-Cockpit de nova geração, inequivocamente bastante evoluído e fácil de operar, mas ainda incapaz de adaptar-se com a mesma eficácia a todos os condutores, sendo difícil aos de estatura média, ou abaixo da média, visualizar em pleno o completo painel de instrumentos sem colocar artificialmente, ou o banco numa posição excessivamente elevada, ou o volante num plano excessivamente baixo.

A qualidade do desempenho dinâmico é a conhecida do modelo, conjugando um conforto de marcha de nível superior com um comportamento eficaz e sempre previsível, tudo concorrendo para uma condução tão fácil quanto agradável. O motor a gasóleo de 1,5 litros é suficientemente solícito e enérgico para garantir uma apreciável desenvoltura na generalidade das situações, graças às boas prestações que permite alcançar, assim como a uma franca resposta logo desde os baixos regimes, primando ainda por um funcionamento bastante suave e silencioso, assim como por consumos muito comedidos, especialmente quando seleccionada a função Eco.

Como referido, os novos 3008 e 5008 está já à disposição do consumidor português. Os principais elementos que compõem o nível de equipamento Active são as jantes em liga de 17”, o Pack Visibilidade, o arranque mãos-livres, o ar condicionado bizona e os sensores de estacionamento traseiros, a que se juntam, no nível Active Pack, a função Mirror Screen para telemóveis, os retrovisores exteriores rebatíveis electricamente, os sensores de estacionamento dianteiros e a câmara de estacionamento traseira a 180°. No nível Allure referência para as jantes em liga de 18’’, para os vidros escurecidos, para o Pack Safety Plus, para o sistema de infoentretenimento com ecrã 10” e navegação integrada e para os bancos em pele (em tecido no 5008), adicionando a tudo isto o nível Allure Pack o acesso e arranque mãos-livres, as barras de tejadilho, o banco do passageiro dianteiro rebatível, o pack de iluminação ambiente e as aplicações em têxtil. Por fim, o nível GT oferece jantes em liga de 18” específicas, tejadilho em preto, Pack Drive Assist Plus, ópticas dianteiras Full LED e revestimentos em Alcantara, itens complementados, no nível GT Pack, pelas jantes em liga de 19’’, o portão traseiro eléctrico com função “mãos-livres”, o Pack City 2, o sistema de som de alta fidelidade Focal e os bancos dianteiros eléctricos com função de massagem.

Relativamente a preços, e começando pelo 3008, a versão 1.2 PureTech é proposta por €32 450 no nível Active, por €33 250 no nível Active Pack, por €35 450 no nível Allure (€37 350 com caixa automática), por €36 000 no nível Allure Pack (€37 900 com caixa automática), por €38 000 no nível GT (€39 900 com caixa automática) e por €42 400 no nível GT Pack, em que é combinado em exclusivo com a caixa automática. A variante 1.6 Puretech está orçada em €41 900 no nível GT, e em €44 400 no nível GT Pack. Enquanto que a versão 1.5 BlueHDi custa €36 070 no nível Active Pack, €38 270 no nível Allure (€40 570 com caixa automática), €38 820 no nível Allure Pack (€41 120 com caixa automática), €40 893 no nível GT (€43 120 com caixa automática) e €45 620 no nível GT Pack, também aqui apenas estando disponível com caixa automática.

Passando às opções híbridas, o 3008 Hybrid custa €46 635 no nível Allure, €47 185 no nível Allure Pack, €49 185 no nível GT e €51 685 no nível GT Pack. Ao passo que o 3008 Hybrid4 é proposto por €51 635 no nível Allure, por €52 185 no nível Allure Pack, por €54 185 no nível GT e por €56 685 no nível GT Pack.

Por seu turno, o 5008, quando animado pelo motor 1.2 PureTech, custa €34 160 no nível Active, €34 690 no nível Active Pack, €37 160 no nível Allure (€39 060 com caixa automática), €37 740 no nível Allure Pack (€39 640 com caixa automática), €39 740 no nível GT (€41 640 com caixa automática) e €44 140 no nível GT Pack, combinado em exclusivo com a caixa automática – exigindo a variante 1.6 Puretech o dispêndio de €43 640 no nível GT, e €46 140 no nível GT Pack. Passando à oferta Diesel, a versão 1.5 BlueHDi custa €38 060 no nível Active Pack (€40 160 com caixa automática), €40 260 no nível Allure (€42 440 com caixa automática), €40 840 no nível Allure Pack (€42 940 com caixa automática), €42 840 no nível GT (€44 940 com caixa automática) e €47 440 no nível GT Pack, em que só está disponível com caixa automática; enquanto que a versão 2.0 BlueHDi custa €49 940 no nível Allure Pack, €51 940 no nível GT e €54 440 no nível GT Pack.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

16 + 6 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.