CompararComparando ...

Renovado Jeep Compass chega ao mercado em Maio

Artigo
Renovado Jeep Compass chega ao mercado em Maio

Está marcada para Maio a chegada ao mercado do revisto Jeep Compass, modelo que a marca norte-americana afirma ter sido desenvolvido a pensar, em boa parte, no mercado europeu, para tal contando não só com uma estética mais de acordo com os padrões do Velho Continente, mas também com novos conteúdos em termos de tecnologia, segurança, sustentabilidade, funcionalidade e qualidade de materiais, capazes de apelar aos seus clientes na Europa. De salientar, ainda, que os conceitos estilísticos e funcionais, exteriores como interiores, introduzidos pelo renovado Compass serão adoptados também pelos futuros modelos da Jeep.

Visualmente, a secção dianteira foi, de forma assumida, a área a que os designers da Jeep dispensaram maiores cuidados, e aquela em que foram operadas modificações mais profundas. Assim, os faróis por LED, de formato mais esguio, passam a ser de série em todas as versões (além de oferecerem uma iluminação 100% superior à dos anteriores faróis por Xénon) e a integrar as luzes de circulação diurna de forma mais alongado; os faróis de nevoeiro dispõem de uma colocação separada; e a grelha de sete entradas, com efeito tridimensional, foi colocada em posição mais elevada e dividida em duas secções horizontais.

Alterações mais profundas recebeu o habitáculo, completamente redesenhado, e onde os principais destaques vão para o painel de instrumentos totalmente digital de 10,25”, e para a estreia europeia do sistema de infoentretenimento Uconnect 5, o mais evoluído de sempre montado num modelo da Jeep. Colocado numa posição mais elevada e central, e dotado de um processador cinco vezes mais rápido, é proposto, consoante os níveis de equipamento, com ecrã de 8,4” ou 10,1”, dispondo de funções como as ligações sem fios Apple CarPlay e Android Auto, actualizações remotas, navegação integrada Tom Tom, assistente pessoal por voz activado através da expressão “Hey Jeep!”, rádio digital DAB e funcionalidades Amazon Alexa, por meio da interface “Home to Car” oferecida pela app “My Uconnect”. A consola central também é nova, oferecendo mais 4,4 litros de volume no que aos espaços para arrumação de objectos diz respeito (para um total de 7,2 litros), sendo de série em todos os níveis de equipamento, a partir do Longitude, o carregamento por indução para smartphones com 15 W de potência.

Quanto aos níveis de equipamento de série, o mais acessível Limited oferece sistema Uconnect 5 com ecrã de 8,4”; sensores de estacionamento traseiros; estofos em tecido; e jantes de liga de 16”. Ao que o Longitude acrescenta faróis de nevoeiro por LED; jantes em liga de 17”; barras de tejadilho; ar condicionado automático bizona; câmara de estacionamento traseira; e painel de instrumentos com ecrã TFT a cores de 7” configurável.

O mais funcional e urbano Limited distingue-se, no exterior, pelos pára-choques em preto e pelas novas jantes em liga de 18”, oferecendo, ainda, cruise control adaptativo; sensores de estacionamento dianteiros e traseiros; função de estacionamento automático; acesso e arranque sem chave; tablier revestido a pele; e sistema Uconnect5 com ecrã de 10,1”. No topo da oferta posiciona-se o nível S, com grelha cinzenta metalizada; iluminação exterior integralmente por LED; pára-choques e faixas dianteiras na cor da carroçaria; jantes em liga de 19”; portão traseiro com operação eléctrica e função “mãos livres”; bancos em pele, com regulações eléctricas de oito vias na frente; pára-choques da cor da carroçaria; e novas jantes em liga de 19”.

Já o nível Trailhawk, confirmando a superior vocação para evoluir no fora de estrada das versões que o utilizam, tem como principais atributos a afinação específica da suspensão, que garante ao Compass uma altura ao solo de 213 mm, um ângulo de ataque de 30,4°, um ângulo de saída de 33,3° e um ângulo ventral de 20,9°; e o sistema de controlo de tracção “Selec-Terrain” com cinco modos, incluindo o exclusivo “Rock”. Estilisticamente, menção para o acabamento específico da grelha frontal, para as molduras dos faróis de nevoeiro na cor da carroçaria, para a placa de protecção inferior do châssis mais proeminente e para as específicas jantes em liga de 17”.

Ainda assim, a versão de lançamento do renovado Compass será a série especial 80th Anniversary, que se distingue por alguns elementos de estilo exclusivos, como os emblemas específicos; as jantes em liga de 18”; o acabamento em cinzento das jantes, grelha frontal, caixas dos espelhos e barras do tejadilho; ou as aplicações em preto brilhante dos painéis inferiores, guarda-lamas e molduras do tejadilho e dos faróis de nevoeiro. O equipamento de série inclui, entre outros, iluminação exterior integralmente por LED; sistema Uconnect5 com ecrã de 10,1” e navegação integrada; tablier revestido a pele preta; e estofos revestidos a pele sintética e tecido, com padrão diamantado, costuras contrastantes cinzentas e inscrição “80th Anniversary”.

No capítulo dos auxiliares de condução, todas as versões do Compass incluem, de série, sistema de leitura de sinais de trânsito com assistente inteligente de limite de velocidade; alerta de fadiga do condutor; travagem autónoma de emergência com alerta de colisão frontal e reconhecimento de peões e ciclistas; alerta de saída involuntária da faixa de rodagem; e sistema anti-capotamento electrónico integrado no controlo de estabilidade. Contudo, neste particular, a principal novidade reside no facto de este ser o primeiro modelo da Jeep na Europa a oferecer condução autónoma de nível 2, graças ao assistente de condução em auto-estrada, que combina o cruise control adaptativo com o assistente à manutenção na faixa de rodagem.

Relativamente à oferta de motores, são propostas duas unidades a gasolina e uma Diesel, todas de tracção dianteira, e duas opções híbridas plug-in, ambas com tracção integral. O acesso à gama é feito através do novo motor 1.3 GSE a gasolina, que anuncia uma redução de até 27% dos consumos e das emissões de CO2 face ao seu antecessor, e o qual é proposto na sua derivação de 130 cv e 270 Nm (caixa manual de seis velocidades) e de 150 cv e 270 Nm (caixa pilotada DDCT de dupla embraiagem). A opção a gasóleo toma forma numa versão actualizada do conhecido quatro cilindros turbodiesel 1.6 Multijet II, agora com 130 cv (+10 cv do que anteriormente) e 320 Nm, capaz de reduzir consumos e emissões em até 10%, e conjugado com uma caixa manual de seis relações.

Já as variantes híbridas plug-in, que asseguram já cerca de 25% das vendas do Compass, combinam o motor 1.3 a gasolina com uma caixa automática de seis velocidades e um motor eléctrico de 60 cv e 250 Nm, alimentado por uma bateria com 11,4 kWh de capacidade, podendo circular em modo exclusivamente eléctrico até aos 130 km/h. Na opção mais acessível, a potência combinada é de 190 cv e a autonomia em modo 100% eléctrico de 49 km; na derivação aos possante, a potência combinada é de 240 cv e a autonomia eléctrica de 47 km.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
50%
Razoavel
50%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

13 + 9 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.