CompararComparando ...

Toyota Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive

Artigo
Toyota Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive

Visão geral
Marca:

Toyota

Modelo:

Corolla

Versão:

Touring Sports 1.8 HSD Exclusive

Ano lançamento:

2019

Segmento:

Familiares compactos

Nº Portas:

5

Tracção:

Dianteira

Motor:

1.8 Híbrido

Pot. máx. (cv/rpm):

122/6000

Vel. máx. (km/h):

180

0-100 km/h (s):

11,1

Consumos (l/100 km):

5,0 (Combinado)

CO2 (g/km):

113 (Combinado)

PVP (€):

34 410

Gostámos

Eficiência da motorização híbrida, Consumos, Capacidade da mala, Qualidade geral, Facilidade de condução, Eficácia e conforto dinâmicos, Equipamento

A rever

Ruído do motor em carga e alto regime, Equipamento pneumático, Velocidade máxima, Pormenores de ergonomia

Nosso Rating
Rating Leitor
Para avaliar, registe-se ou inicie sessão
Qualidade geral
8.0
Interior
8.0
Segurança
9.0
Motor e prestações
6.0
Desempenho dinâmico
9.0
Consumos e emissões
9.0
Conforto
8.0
Equipamento
8.0
Garantias
8.0
Preço
7.0
Se tem pressa...

No seu nível de equipamento intermédio, e animada pela mais acessível das motorizações híbridas da gama, a nova Toyota Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive prova ser uma proposta muito a ter em conta por qurm aprecia, acima de tudo, a racionalidade, mas sem de nada ter que abdicar do considerado essencial numa carrinha familiar compacta

8.0
Nosso Rating
Rating Leitor
You have rated this

Sendo uma das maiores novidades introduzidas pela mais recente geração do compacto da Toyota o alargamento da oferta de motores a duas opções híbridas, depois da análise detalhada a versão do modelo equipada com o novíssimo e mais dotado propulsor 2.0 HSD de 180 cv (saiba tudo aqui), importava proceder a uma avaliação completa também da variante híbrida de acesso, na forma da Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive. A muito apreciada derivação carrinha, combinada com o nível de equipamento intermédio, mas já bastante recheado.

Como seria de esperar, o essencial das diferenças entre estes dois derivativos reside na unidade motriz, e naquilo que mais directamente com esta se relaciona. Ainda assim, não deixa de ser pertinente recordar as suas principais características antes de avaliar em detalhes os seus atributos efectivamente diferenciadores.

Não sendo especialmente arrojadas, a linhas exteriores agradam, beneficiando da adopção de cores exteriores mais alegres

Não sendo especialmente arrojadas, a linhas exteriores agradam, beneficiando da adopção de cores exteriores mais alegres

Visualmente, referência para as formas actuais, e que, desde logo, permitem identificar o novo Corolla como um Toyota, mesmo que possa haver quem as considere algo conservadoras, e não tão originais e ousadas quando o desejado. Ao mesmo tempo, e confirmando o já referido quando do teste à versão 2.0 HSD, é inequívoco que cores mais garridas fazem melhor jus ao estilo definido pelos designers nipónicos, e a prova está no vermelho eleito para revestir a carroçaria da “nossa” Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive, capaz de incrementar o seu apelo visual, mesmo sendo uma cor, porventura, pouco popular nos dias que correm para modelos deste género, pelo menos no mercado nacional.

Num interior pautado por um ambiente sóbrio, mas acolhedor, nota mais para o evidente progresso registado no capítulo da ergonomia, embora ainda persistam alguns botões que mereciam localização mais acessível, caso dos colocados na secção inferior esquerda do tablier). Encómios, igualmente, para a óptima qualidade de construção, patente na montagem rigorosa e na perfeição dos acabamentos, e confirmada por uma mais criteriosa escolha de materiais, mesmo que os plásticos mais macios, aplicados nas zonas de maior contacto, ainda convivam com outros menos nobres, possíveis de encintrar nos locais mais recônditos.

Elevada qualidade de construção, e ergonomia em franco progresso, num habitáculo que oferece um espaço desafogado a todos os seus ocupantes

Elevada qualidade de construção, e ergonomia em franco progresso, num habitáculo que oferece um espaço desafogado a todos os seus ocupantes

A habitabilidade é outro trunfo digno de registo da nova Corolla Touring Sports: 60 mm mais comprida entre eixos do que o hatchback de cinco portas, esta é uma carrinha que acomoda facilmente cinco ocupantes, não tendo os que viagem atrás que duvidar do desafogo que lhe é oferecido, inclusive (ou principalmente …) em termos do espaço pernas. A bagageira confirma a vocação eminentemente familiar do modelo, seja pela sua capacidade liminarmente aquém dos 600 litros com os cinco lugares montados; pelo plano de carga baixo e amplo, que muito facilita as cargas e descargas; pelo sistema de rebatimento do banco posterior a partir da própria bagageira; pela rede separadora de carga; ou pela eficiente iluminação por LED.

O muito correcto posto de condução, que merecia uma visibilidade traseira mais efectiva, beneficia, por seu turno, do painel instrumentos com secção central digital de efeito tridimensional, e de um evoluído sistema de infoentretenimento muito completo, assente num ecrã táctil de 8” que muito ajuda a perceber a supressão de muito botões. O seu maior senão? O grafismo simplista, e, também, algo datado, porém, deveras intuitivo.

A mala é uma das maiores da classe, e ainda prima pelo acesso baixo e amplo, a facilitar as operações de carga e descarga de bagagem

A mala é uma das maiores da classe, e ainda prima pelo acesso baixo e amplo, a facilitar as operações de carga e descarga de bagagem

Enfim tudo a postos para dar início à experiência de condução, convém começar por sublinhar que, não havendo opções a gasóleo na nova geração do modelo, o motor que anima a Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive é o mais eficiente da gama no capítulo do consumo, embora seja as versões equipadas com a unidade 1.2 Turbo a gasolina, de 116 cv, as mais acessíveis da gama em termos de preço. No caso em apreço, o grupo motopropulsor, o mesmo utilizado, por exemplo, pelo C-HR, já bem conhecido, mas recentemente revisto de forma profunda, alia o motor 1.8 a gasolina de 98 cv e 142 Nm a um motor eléctrico de 50 cv e 163 Nm e a uma caixa do tipo CVT, para oferecer uma potência combinada de 122 cv, e uma utilização que convence na plenitude, pelo menos quando utilizado o veículo da forma para que foi projectado.

Como não podia deixar de ser, primeiro destaque obrigatório para os consumos, pela importância que têm tanto para os custos de utilização, como para as emissões de poluentes Sem para tal obrigar a adoptar um estilo de condução excessivamente conservador, a nova Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive, assim se respeitem os limites de velocidades vigentes, alcança, facilmente, médias em torno dos 4,5 l/100 km em estrada, ligeiramente abaixo dos 6,0 l/100 km em auto-estrada, e de cerca de 5,5 l/100 km em cidade. Valores que nada ficam a dever aos de um modelo equivalente equipado com um motor Diesel, e que em boa parte se ficam a dever ao tempo substancial que o motor a combustão permanece desligado, sem que o condutor disso se aperceba (a não ser controlando em permanência o monitor do fluxo energético), nem de quando este volta a ser ligado.

Claro que, para além dos modos de condução Eco, Normal e Sport (refira-se, a propósito, não ser particularmente evidente, na prática, a diferença entre eles em termos de resposta ou gasto de combustível), o sistema também oferece o modo EV, totalmente eléctrico, utilizável até aos 100 km/h. Só que, para do mesmo usufruir, é necessário ter como que um “ovo” debaixo do pé direito, porque circular em permanência no dito está longe de ser o principal objectivo desta motorização, em que tudo foi optimizado para alcançar uma eficiência extrema em todas as condições, desiderato que, reconheça-se é alcançado com assinalável êxito.

Um referência em termos de optimização com vista ao alcnaçar da máxima eficiência, a motorização híbrida cumpre sem deslumbrar em termos de prestações, mas garante excelentes consumos em qualquer circunstância

Um referência em termos de optimização com vista ao alcnaçar da máxima eficiência, a motorização híbrida cumpre sem deslumbrar em termos de prestações, mas garante excelentes consumos em qualquer circunstância

Numa toada tipicamente familiar, e mesmo que as prestações fiquem bastante aquém das oferecidas pela vesão 2.0 HSD, a Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive proporciona uma resposta rápida q.b. para uma carrinha com a sua vocação, evoluindo sem problemas de maior até aos 182 km/h no velocímetro. Pena que, muito por “culpa” da transmissão CVT, uma utilização mais agressiva do acelerador de traduza num elevado ruído de funcionamento, já que qualquer solicitação mais intensa do pedal da direita leva a que o motor de combustão seja de imediato levado para o seu regime máximo de funcionamento – menos mal que, por grandes que sejam os abusos, ainda assim o consumo tende a rondar os 8,0 l/100 km.

Quanto ao desempenho dinâmico, não há muito a apontar à Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive. Assente na nova plataforma modular global GA-C, com mais 60% de rigidez estrutural do que a anterior, um centro de gravidade mais baixo, e suspensão multilink traseira, o seu comportamento é sempre extremamente equilibrado, como é por demais elevado o conforto de marcha em qualquer circunstância, graças a ligações ao solo evoluídas e competentes, que absorvem com eficácia as irregularidades do piso sem deixar de garantir um correcto controlo dos movimentos da carroçaria.

Com um comportamento muito são e previsível, e um elevado nível de conforto, a nova Corolla Touring Sports 1.8 HSD e um automóvel muito fácil e agradável de conduzir

Com um comportamento muito são e previsível, e um elevado nível de conforto, a nova Corolla Touring Sports 1.8 HSD e um automóvel muito fácil e agradável de conduzir

Com uma frente rápida e incisiva, uma traseira bastante estável, uma direcção precisa e um sistema de travagem competente, esta carrinha é caracterizada, nesta matéria, por reacções maioritariamente neutras e previsíveis, que asseguram uma grande facilidade de condução, mesmo que a envolvência não seja o seu maior atributo neste particular – nem esse foi o objectivo da Toyota. Por isso, a lamentar, apenas a incapacidade dos pneus montados na unidade testada (Falken Ztex ZE914 B) fazerem justiça às qualidades do châssis, algo particularmente evidente quando se impõem ritmos de condução um pouco mais intensos…

Aqui chegadas, resta referir outro dos maiores trunfos da Corolla Touring Sports 1.8 HSD: o preço. Perder, para a versão 2.0 HSD, cerca de 3,0 segundos nos 0-100 km/h, 7,0 segundos no quilómetro de arranque, 2, segundos nos 60-100 km/h, e 3,0 segundos nos 80-120 km/h, acaba por ser compensado por consumos ainda mais contidos, e por um preço de aquisição cera de 3000 euros inferior para níveis de equipamento equivalentes – ou seja, €34 410 no caso da Corolla Touring Sports 1.8 HSD Exclusive. Um argumento que pode ser decisivo, até porque este é um modelo disponível no mercado nacional a partir de €28 385 com esta motorização, o que só ajuda a confirmá-lo como uma das melhores opções do momento na sua classe.

Airbag para condutor e passageiro (desligável)
Airbags laterais dianteiros
Airbags de cortina
Airbag para os joelhos do condutor
Controlo electrónico de estabilidade
Cintos dianteiros com pré-tensores e limitadores de esforço
Fixações Isofix
Sistema de travagem autónoma de emergência com alerta de colisão dianteira e detecção de peões e ciclistas
Sistema de assistência à manutenção na faixa de rodagem
Sistema de monitorização do ângulo morto
Alerta de veículos pela traseira
Alerta de fadiga do condutor
Assistente aos arranques em subida
Sistema de estacionamento automático com travagem automática de emergência
Sistema de chamada de emergência
Travão de estacionamento eléctrico
Cruise-control adaptativo+limitador de velocidade
Ar condicionado automático bizona
Computador de bordo
Bancos dianteiros aquecidos
Banco do condutor com regulação lombar (eléctrica)
Banco rebatível 60/40
Volante multifunções em pele regulável em altura+profundidade
Direcção com assistência eléctrica variável
Sistema de infoentretenimento Toyota Touch2 com ecrã táctil de 8", 6 altifalantes, leitor de mp3, tomadas 2xUSB/Aux
Mãos-livres Bluetooth
Acesso+arranque sem chave
Vidros eléctricos FR/TR
Vidros traseiros escurecidos
Retrovisor interior electrocromático
Retrovisores exteriores eléctricos+aquecidos+rebatíveis eléctricamente
Sensores de luz+chuva
Sensores de estacionamento traseiros+dianteiros
Câmara de estacionamento traseira
Ópticas dianteiras por LED
Faróis de nevoeiro por LED
Assistente de máximos
Barras de tejadilho em alumínio
Jantes de liga leve de 17"
Sistema de monitorização da pressão dos pneus
Kit de reparação de furos

Qual é a sua reação?
Excelente
100%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

16 − 16 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.