CompararComparando ...

VW revela eléctrico ID.3 e novo logótipo. E antecipa ID.4

Artigo
VW revela eléctrico ID.3 e novo logótipo. E antecipa ID.4

O ID.3 foi, decididamente, a grande novidade da VW no Salão de Frankfurt. Mas o maior construtor europeu tinha mais para mostrar no principal certame do sector no Velho Continente, como seja o seu novo logótipo e uma versão, ainda muito camuflada, do ID.4, o crossover, igualmente eléctrico, a revelar na sua versão definitiva no início do próximo ano.

Começando pelo ID.3, é o primeiro modelo da casa de Wolfsburg a ter por base a nova plataforma MEB, destinada a automóveis de propulsão exclusivamente eléctrica. Enquanto conceito, em termos inovação, e, também, ao nível do estilo, a VW pretende que este seja um modelo, pelo menos, tão marcante quanto o foram, nas suas épocas, o Carocha original e Golf, tanto para a marca como para o próprio mercado.

Visualmente, o ID.3 começa por ficar marcado pelas dimensões exteriores semelhantes às do Golf (4261 mm de comprimento, 1809 mm de largura e 1552 mm de altura), mas combinadas com uma generosa distância entre eixos de 2765 mm e projecções muito curtas.  A iluminação exterior é toda por LED (sendo as ópticas dianteiras por matriz de LED), o portão traseiro é em vidro e as jantes são de 18”, 19” ou 20”. O apuro aerodinâmico está patente num Cx de 0,267.

O interior, denominado Open Space, anuncia-se como revolucionário, assente num novo conceito, que aposta em superfícies com formas suaves e orgânicas. Graças à ausência de túnel central, e à já referida curta distância entre as rodas e os extremos da carroçaria, antevê-se uma ampla habitabilidade, que a VW afirma ser digna de um modelo do segmento superior, a que se junta uma mala com 385 litros de capacidade com os cinco lugares montados.

Ainda no habitáculo, são dignos de menção o ecrã táctil de 10” para comando do sistema de infoentretenimento (dotado de inteligência artificial e comando vocalmente através de interjeição Olá ID”, assim como a iluminação por LED interactiva, que pode alterar automaticamente a sua configuração para auxiliar o condutor na respectiva tarefa (por exemplo, alertando-o para a necessidade travar quando tal for manifesto).Todos os botões de comando são sensíveis ao toque, incuindo os do volante mutifunções com regulação eléctrica, sendo uma opção o inovador  head-up display com realidade aumentada.

Animado por um motor eléctrico síncrono de 204 cv e 310 Nm, e não obstante ter a velocidade máxima limitada a 160 km/h, o ID.3 terá no desempenho dinâmico um dos seus maiores motivos de interesse, por conjugar a tracção traseira com um peso relativamente contido (desde 1719 kg), mas perfeitamente distribuído entre os dois eixos, e um baixo centro de gravidade. Já no que às baterias diz respeito, para as quais é oferecida uma garantia de 8 anos ou 160 000 km, existem três opções: capacidade de 45 kWh, para uma autonomia máxima de 330 km, e possibilidade de carregamento a 7,2 kW em corrente alternada, ou 58 kWh em corrente contínua; capacidade de 58 kWh, para uma autonomia máxima de 420 km, e possibilidade de carregamento a 11 kW em corrente alternada, ou 100 kW em corrente contínua (aqui, a marca germânica garante ser possível obter 290 km com 30 minutos de carregamento rápido); e capacidade de 77 kWh, para uma autonomia máxima de 550 km, e possibilidade de carregamento a 11 kW em corrente alternada, ou 125 kW em corrente contínua.

O ID.3 estará à venda em Portugal a partir da Primavera de 2020, com os preços no mercado nacional a iniciarem-se nos €30 500. Contudo, as primeiras unidades a chegar serão as da série especial de lançamento ID.3 1ST Edição Limitada, já esgotada, disponível em dois níveis de equipamento e com bateria de 58 kWh.

Ao mesmo tempo, a VW aproveitou o Salão de Frankfurt para dar a conhecer o seu novo logótipo, que, em termos de modelos, será utilizado, pela primeira vez, no novo Passat, e se destina a ilustrar uma nova forma de comunicação, bem como as ambições da marca de alcançar uma posição de liderança num futuro previsivelmente eléctrico.

Não menos importante, a presença no stand da marca de um protótipo ainda bastante camuflado, mas não o suficiente para impedir que se vislumbrasse a respectiva silhueta. Trata-se do ID.4, o próximo eléctrico do fabricante alemão, também desenvolvido sobre a plataforma MEB, e que será mostrado na sua versão definitiva na Primavera do próximo ano, por ocasião de Salão de Genebra.

Com dimensões mais imponentes do que as do ID.3, em especial no que à altura concerne, será, à partida, a versão de produção do protótipo I.D. Crozz que o antecipou, estreado no Salão de Xangai de 2017. Contudo, a verdade é que as suas formas se aparentam bastante mais com as de um SUV convencional, ou mesmo com as de um hatchback de grande porte, do que com a estética arrojada e inovadora do protótipo revelado na mostra chinesa.

[RoyalSlider Error] Incorrect RoyalSlider ID or problem with query.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

16 − 7 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.