CompararComparando ...

Alfa Romeo Stelvio 2.2 TD 190 cv Auto B-Tech

Artigo
Alfa Romeo Stelvio 2.2 TD 190 cv Auto B-Tech

Visão geral
Marca:

Alfa Romeo

Modelo:

Stelvio

Versão:

2.2 TD 190 cv Auto B-Tech

Ano lançamento:

2019

Segmento:

SUV

Nº Portas:

5

Tracção:

Traseira

Motor:

2.2 Diesel

Pot. máx. (cv/rpm):

190/3500

Vel. máx. (km/h):

210

0-100 km/h (s):

7,6

Consumos (l/100 km):

5,2/5,5/6,1 (Extra-urbano/Combinado/Urbano - Euro 6d-Temp)

CO2 (g/km):

145 (Euro 6d-Temp)

PVP (€):

€62 098/€69 708

Gostámos

Comportamento dinâmico exemplar, Estética, Qualidade geral, Capacidade da mala, Relação preço/equipamento, Prazer de condução

A rever

ESP não desligável, Patilhas de comando da caixa no volante opcionais

Nosso Rating
Rating Leitor
Para avaliar, registe-se ou inicie sessão
Qualidade geral
8.0
Interior
8.0
Segurança
8.0
Motor e prestações
9.0
Desempenho dinâmico
9.0
Consumos e emissões
7.0
Conforto
8.0
Equipamento
8.0
Garantias
7.0
Preço
8.0
Se tem pressa...

A imagem mais dinâmica e exclusiva, o reforço do equipamento de série e o preço competitivo caracterizam a nova série especial do SUV da Alfa Romeo. A par desses ovos trunfos, o Alfa Romeo Stelvio 2.2 TD 190 cv Auto B-Tech continua a oferecer atributos como a estética deliciosa, o interior espaçoso e de elevada qualidade e, principalmente, um desempenho dinâmico referencial, difícil de igualar no seu segmento, e muito menos nesta faixa de preço

8.0
Nosso Rating
Rating Leitor
You have rated this
Velocidade máxima anunciada (km/h) 210
Acelerações (s)
0-100 km/h 7,6
0-400 m 15,2
0-1000 m 28,9
Recuperações 60-100 km/h (s)
Em D 4,2
Recuperações 80-120 km/h (s)
Em D 5,5
Distância de travagem (m)
100-0 km/h 35,7
Consumos (l/100 km)
Estrada (80-100 km/h) 5,2
Auto-estrada (120-140 km/h) 7,6
Cidade 7,9
Média ponderada (*) 7,30
Autonomia média ponderada (km) 794
(60% cidade+20% estrada+20% AE)
Medidas interiores (mm)
Largura à frente 1480
Largura atrás 1440
Comprimento à frente 1180
Comprimento atrás 780
Altura à frente 1020
Altura atrás 965

O Alfa Romeo Stelvio 2.2TD 190 cv Auto B-Tech protagonista deste ensaio é a mais acessível das versões, e a única de tracção traseira, da nova série especial do reputado SUV italiano. Uma opção de acabamento que se posiciona no topo da oferta do modelo, acima dos níveis de equipamento Super e Sprint, e que é disponibilizada, ainda, com os motores 2.0 Turbo a gasolina de 280 cv e 2.0 TD de 210 cv – ambos sempre combinados com o sistema de tracção integral Q4.

Sem implicarem alterações no plano mecânico, as variantes B-Tech caracterizam-se, como é recorrente nestes casos, por incluírem alguns pormenores exteriores diferenciadores e, sobretudo, um equipamento de série enriquecido. A saber: bancos em pele com secção central em tecido; espelhos rebatíveis electricamente; sistema de infoentretenimento com ecrã de 8,8” e navegação integrada; vidros traseiro escurecidos; Pack Driver Assistance Plus (em que se incluem a câmara de estacionamento traseira; os sensores de estacionamento dianteiros e traseiros; os retrovisores interior e exteriores electrocromáticos; o assistente de máximos; e o sistema de monitorização do ângulo morto); jantes em liga de 19” pintadas de preto; e diversos elementos pintados de preto brilhante (barras de tejadilho, emblemas, molduras dos vidros, ponteiras de escape e caixas dos espelhos). A tónica dada por esta cor é reforçada, ainda, pelo botão de arranque do motor colocado no volante, também ele pintado de preto, e não de vermelho, como habitualmente.

Inequívoco é que o Stelvio, não obstante o tempo com que já conta no mercado, é um SUV cujos atributos estilísticos parecem permanecer intocados, tal o seu apelo visual, patente no poder de atracção que consegue continuar a exercer sobre a maioria dos que com ele se cruzam. E que, nesta novel interpretação, é reforçado não só pelos referidos elementos específicos da série especial B-Tech, como por dois opcionais montados na instalada: o tecto de abrir panorâmico e, principalmente, as lindíssimas jantes de 20” e cinco furos. É outro daqueles casos em que, neste particular, as imagens valem bem mais do que as palavras – cada qual que avalie por si.

A passagem do tempo não tem sido prejudicial para o Stelvio, que continua a ser um dos modelos mais apelativos do seu segmento, com as linhas exteriores a reflectirem na plenitude a sua postura

A passagem do tempo não tem sido prejudicial para o Stelvio, que continua a ser um dos modelos mais apelativos do seu segmento, com as linhas exteriores a reflectirem na plenitude a sua postura

Num interior a preceito, também ele quase inteiramente dominado pelo preto, continuam a pontificar uma elevada qualidade de materiais, a perfeição dos respectivos acabamentos e o grande rigor construtivo, o que muito contribuiu para a boa atmosfera que se vive a bordo, ainda que, nalguns pormenores, o SUV da casa de Arese ainda fique um pouco aquém dos seus rivais do norte da Europa. A habitabilidade também é generosa, permitindo acolher com apreciável comodidade quatro passageiros, merecendo aqui especial destaque o espaço disponibilizado para as pernas dos ocupantes do banco traseiro; ao passo que a bagageira, com uma capacidade de 525 litros com os cinco lugares montados, é, igualmente, das melhores da classe, podendo ainda ser substancialmente ampliada mediante o rebatimento do banco traseiro na proporção 40/20/40 (o qual pode ser accionado através das alavancas colocadas nos painéis interiores da mala), além de contar com um generoso plano de carga e portão traseiro com operação eléctrica.

Uma palavra, ainda, para o posto de condução muito correcto, 120 mm mais elevado do que no Giulia, o que garante um bom domínio da estrada, mas, ainda assim, dos mais baixos em automóveis deste género, o que ajuda a torná-lo bastante envolvente, para tal contribuindo, também, os bancos com regulações eléctricas e generoso apoio lateral. Quem conduz o Stelvio 2.2TD 190 cv Auto B-Tech beneficia, do mesmo modo, do ecrã de superiores dimensões do sistema de infoentretenimento (embora aquém dos maiores da classe); da instrumentação clássica, mas completa e com uma excelente legibilidade; e das enormes patilhas para comando manual em sequência da caixa colocadas no volante com óptimas dimensões e pega, que facilitam imenso a respectiva utilização mesmo nas condições mais exigentes – e cujo único defeito é mesmo apenas serem proposta como opção, o que não é muito fácil de entender num veículo cujo preço supera os 62 mil euros, tanto mais que acabam por não custar mais do que €350…

Habitabilidade generosa e um posto de condução praticamente exemplar num interior em que a qualidade geral impressiona. Na série especial B-Tech, o equipamento de série foi reforçado, mas, ainda assim, as patilhas de comando da caixa no volante são uma opção

Habitabilidade generosa e um posto de condução praticamente exemplar num interior em que a qualidade geral impressiona. Na série especial B-Tech, o equipamento de série foi reforçado, mas, ainda assim, as patilhas de comando da caixa no volante são uma opção

A animar o Stelvio 2.2TD 190 cv Auto B-Tech está o quatro cilindros turbodiesel de 2,2 litros, na sua versão intermédia de 190 cv (mais 10 cv do que quando do lançamento do modelo) e 450 Nm logo às 1750 rpm, combinado com a caixa automática de oito velocidades e a tracção somente às rodas traseiras. Apesar de render menos 20 cv e menos 20 Nm do que a sua derivação mais potente, esta é uma unidade com uma substantiva capacidade de reposta na generalidade dos regimes, e suficientemente poderosa para proporcionar um convincente dinamismo ao modelo, como o prova o facto de as prestações por si permitidas ficarem apenas liminarmente aquém das alcançadas pelo Stelvio 2.2TD Q4 de 210 cv e tracção total, mas sendo as diferenças absolutamente desprezíveis.

Com um funcionamento suave e silencioso q.b., a que se junta um correcto isolamento acústico do habitáculo, tudo contribuindo para um ambiente a bordo tranquilo mesmo a velocidades mais elevadas, ou quando em ritmos de condução mais intensos, o grupo motopropulsor também garante consumos comedidos, tendo em conta as características intrínsecas deste Stelvio, mormente em termos de configuração de carroçaria, de porte e de peso. Curiosamente, os valores obtidos nas medições realizadas pela Absolute Motors foram ligeiramente superiores em estrada e auto-estrada, e um pouco inferiores em cidade, aos registados pela versão de 210 cv e tracção integral, podendo parte substancial da explicação para tal residir nos enormes pneus de medida 255/45 que revestem as opcionais jantes de 20”. Seja como for, é fácil registar médias abaixo dos 8,0 l/100 km praticando uma condução absolutamente normal, devendo contar-se com valores ligeiramente aquém dos 10,0 l/100 km numa utilização já sem grandes preocupações para com o pedal da direita.

Assente na plataforma modular Giorgio, e dotado de portas e capot em alumínio, e de um veio de transmissão em fibra de carbono, o Stelvio tem no peso contido (1660 kg na versão em apreço, para uma favorável relação preço/potência de 8,73 kg/cv) um aliado determinante tanto para as prestações e consumos de bom nível que consegue alcançar, como para um desempenho dinâmico absolutamente referencial no segmento. O condutor tem ao seu dispor o selector de modos de condução DNA, para fazer variar a resposta do motor, da suave e bastante rápida caixa de velocidades, e da direcção, destinando-se o All Weather a condições de aderência diminutas, e o Normal a uma utilização convencional – com a condução a mostrar-se francamente fácil e agradável, ainda que a firmeza da suspensão, não obstante garantir um elevado conforto em bom piso, revelar alguma secura em pisos mais degradados, fazendo com que as irregularidades já não sejam imperceptíveis para os ocupantes, embora nunca chegue a ser, propriamente, desconfortável.

Assumidamente pouco propenso a circular fora de estrada, o SUV da Alfa Romeo é uma referência do mercado em termos de comportamento dinâmico quando a circular sobre o asfalto

Assumidamente pouco propenso a circular fora de estrada, o SUV da Alfa Romeo é uma referência do mercado em termos de comportamento dinâmico quando a circular sobre o asfalto

Mas é no modo Dynamic que o Stelvio 2.2TD 190 cv Auto B-Tech exibe todos os seus melhores predicados. Aqui, as passagens de caixa, quando seleccionado o modo manual da transmissão, só ocorrem quando o condutor assim o entende, ao mesmo tempo que a soberba direcção exibe uma rapidez e uma precisão notáveis, absolutamente raras para um SUV. A isto há que adicionar a preciosa afinação do châssis, que garante ao modelo uma estabilidade a alta velocidade praticamente imperturbável, um perfeito controlo dos movimentos da carroçaria e uma notável precisão na inscrição em curva.

Nítida e assumidamente afinado para alcançar o seu melhor desempenho sobre o asfalto, o Stelvio continua a ter poucos rivais nesta matéria, conduzindo-se quase como um automóvel “normal”, sendo dos SUV em que menos se sente o porte e ao acréscimo de peso face à berlina que lhe corresponde – o que é tanto mais notável quanto o Giulia já é, por mérito próprio, uma referência do mercado neste paticular. Reagindo como poucos às instruções do condutor, em termos de rapidez e precisão, ainda que à conta de uma reduzida brecagem, não será tão ágil quanto o Giulia, mas exibe uma soberba eficácia até nos ritmos mais intensos, que se traduz num grande prazer de condução, raro num SUV, e menos ainda deste nível de preço, em especial nos traçados mais sinuosos. Nos limites, chega a ser delicioso atentar na forma como a traseira roda ligeiramente nas curvas descritas de forma mais intensa, particularmente quando a tal instada através do desequilíbrio de massas, pelo que só pode continuar a lamentar-se não ser possível desligar o ESP, para usufruir daquele extra de agilidade que faria do Stelvio um SUV ainda mais especial.

Pelo contrário, e apesar do aumento da altura ao solo em 70 mm face ao Giulia, ao contar com tracção apenas traseira, e pneus de medida 255/45R20 de vocação nitidamente estradista, as aptidões do Stelvio 2.2TD 190 cv Auto B-Tech  para circular sobre outros pisos que não o asfalto são as possíveis e imagináveis… Essa não é, de todo, a sua principal vocação, desaconselhando-se incursões TT muito exigentes.

Voltando a alardear todos os atributos já (re)conhecidos às restantes versões da Gama, o Stelvio 2.2TD 190 cv Auto B-Tech ao mesmo acrescenta um visual mais dinâmico e exclusivo, e um importante reforço do equipamento de série. O preço de €62 098 já seria ajustado face a tudo aquilo que a oferece, mas a filial portuguesa da Alfa Romeo tem em vigor uma campanha que atribui um desconto directo de €5000 sobre este valor, fazendo desta uma proposta praticamente irresistível para quem pretende um SUV de prestígio capaz de transportar com elevado conforto quatro passageiros, mas não dispensa um prazer de condução praticamente ao nível do de uma berlina. E que é Classe 1 nas portagens nacionais.

Motor
Tipo 4 cil. linha Diesel, longit., diant.
Cilindrada (cc) 2143
Diâmetro x curso (mm) 83,0×99,0
Taxa de compressão 15,5:1
Distribuição 2 v.e.c./16 válvulas
Potência máxima (cv/rpm) 190/3500
Binário máximo (Nm/rpm) 450/1750
Alimentação injecção directa common-rail
Sobrealimentação turbocompressor VTG+intercooler
Dimensões exteriores
Comprimento/largura/altura (mm) 4687/1903/1666
Distância entre eixos (mm) 2818
Largura de vias fte/trás (mm) 1613/1653
Jantes – pneus (série) 9Jx18″ – 235/55
Jantes – pneus (instalados) 9 1/2Jx20″ – 255/45 (Michelin Latitude Sport 3)
Pesos e capacidades
Peso (kg) 1660
Relação peso/potência (kg/cv) 8,73
Capacidade da mala/depósito (l) 525/58
Transmissão
Tracção traseira
Caixa de velocidades automática de 8+m.a.
Direcção
Tipo cremalheira com assistência electrohidráulica
Diâmetro de viragem (m) 12,0
Travões
Dianteiros (ø mm) discos ventilados (330)
Traseiros (ø mm) discos ventilados (320)
Suspensões
Dianteira Independente, com triângulos sobrepostos
Traseira Independente, com triângulos sobrepostos
Barra estabilizadora frente/trás sim/sim
Garantias
Garantia geral 5 anos sem limite de km
Garantia de pintura 3 anos
Garantia anti-corrosão 8 anos
Intervalos entre manutenções 20 000 km ou 12 meses

Airbag para condutor e passageiro (desligável)
Airbags laterais dianteiros
Airbags de cortina
Controlo electrónico de estabilidade
Cintos dianteiros com pré-tensores e limitadores de esforço
Fixações Isofix
Sistema de auxílio à manutenção na faixa de rodagem
Sistema de travagem automática de emergência
Controlo automático de descidas (HDC)
Cruise control adaptativo+limitador de velocidade
Selector de modos de condução DNA
Travão de estacionamento eléctrico
Ar condicionado automático bizona
Computador de bordo TFT a cores de 7″
Bancos em pele
Banco traseiro rebatível 60/40
Volante multifunções em pele, regulável em altura+profundidade
Rádio DAB+leitor de mp3+ecrã táctil de 8,8+8 altifalantes+tomada Aux
Mãos-livres Bluetooth
Sistema de navegação
Direcção com assistência eléctrica variável
Vidros eléctricos FR/TR
Vidros traseiros escurecidos
Retrovisores exteriores eléctricos+aquecidos+rebatíveis electricamente
Retrovisor interior electrocromático
Sensores de luz/chuva
Sensores de estacionamento traseiros
Ópticas dianteiras adaptativas+farolins traseiros+faróis de nevoeiro por LED
Portão traseiro com abertura/fecho eléctricos
Barras de tejadilho em preto brilhante
Jantes de liga leve de 19″
Sistema de monitorização da pressão dos pneus
Kit de reparação de furos
Pack Driver Assistance Plus (inclui: câmara de estacionamento traseira; sensores de estacionamento dianteiros+traseiros; retrovisores interior e exteriores electrocromáticos; assistente de máximos; sistema de monitorização do ângulo morto)

Patilhas de comando da caixa no volante (€350)
Tecto de abrir eléctrico panorâmico (€1700)
Portão traseiro com operação "mãos-livres" (€350)
Jantes em liga de 20″ com pneus 255/45 (€1100)
Kit fumador (€50)
Pintura metalizada (€1000)
Pinças de travão Brembo em alumínio vermelhas (€350)
Pack Power Seats (€950 – inclui: banco dianteiros com regulação eléctrica+memória para o condutor)
Pedaleira em alumínio (€350)

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

13 − 5 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.