CompararComparando ...

Nova Mercedes Classe C Station All-Terrain no final ano

Artigo
Nova Mercedes Classe C Station All-Terrain no final ano

Estreia em público confirmada para o Salão de Munique da nova Classe C Station All-Terrain, a variante mais versátil da derivação carrinha do familiar médio da marca da estrela. Tem lançamento comercial agendado para o final do ano, segue as pisadas da sua “irmã” mais velha, a Classe E Station All-Terrain, apresentada na Primavera de 2017, e destina-se aqueles que pretendem dispor de um veículo apto a enfrentar outros terrenos que não o asfalto, mas para tal efeito não pretendem um SUV.

Para alcançar tal desiderato, dispõe, entre outros atributos, de uma maior distância ao solo, tracção integral de série, dois modos de condução específicos para o fora de estrada e as habituais protecções da carroçaria. Aliás, são justamente essas, assim como o aumento da distância ao solo, que justificam que a Classe C Station All-Terrain seja ligeiramente maior do que uma Classe C Station convencional: o comprimento aumentou 4 mm, para 4755 m; a largura 21 mm, para 1841 mm; e a altura total 40 mm, para 1494 mm.

Visualmente, a Classe C Station All-Terrain distingue-se pela grelha frontal de lamela simples, com elementos cromados, estrela central embutida e aletas verticais com acabamento em preto brilhante; pelos pára-choques específicos (o dianteiro parcialmente construído em plástico granulado cinzento escuro); pelas protecções inferiores do châssis dianteira e traseira; pelos guarda-lamas revestidos em plástico cinzento escuro; pelo revestimento específico das saias laterais; e pelas jantes de desenho exclusivo (de série de 17”, estando em opção disponíveis jantes de 18” e 19”). Ao mesmo tempo, por ter por base a linha de equipamento Avantgarde, a Classe C Station All-Terrain conta ainda com revestimento da linha de cintura, molduras das janelas dianteiras e calhas do tejadilho em alumínio polido; e pilares centrais e molduras das janelas traseiras em preto brilhante.

Já no interior, disponível em três cores, as alterações são menos profundas, mantendo-se inalteradas a habitabilidade e a capacidade da mala, que varia entre 490-1510 litros, e sendo de série o banco traseiro rebatível na proporção 40/20/40 e o portão traseiro Easy-Pack com operação eléctrica, accionável através do interruptor do próprio fecho, de um botão instalado na porta do condutor ou do comando à distância. O painel de instrumentos totalmente digital combina-se com o ecrã de alta resolução do sistema de infoentretenimento MBUX, sendo proposto um novo tema “Offroad” onde são apresentadas informações relacionadas com a utilização em todo-o-terreno, como o declive, a inclinação, o ângulo da direccção, as coordenadas geográficas e uma bússola. Em termos de decoração, referência para o fecho prateado no tablier, para o elemento de revestimento em serigrafia mate com padrão diamantado (em opção, estão para o mesmo disponíveis outros tipos de acabamento), para os bancos específicos da linha Avantgarde, para o volante desportivo multifunções em pele preta com aplicações prateadas, e para a iluminação ambiente configurável.

Para que possa aventurar-se fora do asfalto, a Classe C Station All-Terrain usufrui, desde logo, de uma distância ao solo ampliada em cerca de 40 mm face à das restantes Classe C Station. Assim como de rodas com maior diâmetro (pneus 225/55R17 de série, sendo em opção disponibilizados nas medidas 245/45R18 e 245/40R19), de um sistema de amortecimento passivo que se adapta às condições do piso, e da mais recente geração do sistema de tracção integral 4Matic, capaz de transmitir até 45% do binário às rodas da frente, através de um novo diferencial que assegura a repartição de níveis superiores de binário, para uma distribuição ideal do mesmo pelos dois eixos.

Ao mesmo tempo, para além dos habituais modos de condução Eco, Comfort, Sport e Individual, o sistema Dynamic Select oferece os modos Offroad (destinado a estradas de terra, gravilha ou areia) e Offroad+ com DSR (recomendado para terrenos mais difíceis e íngremes). Enquanto que, no que à iluminaçao diz respeito, são de série oferecidas as ópticas dianteiras por LED, e em opção disponibilizados os faróis Digital Light introduzidos pelo Classe S, que aqui incluem uma função de iluminação especial para o todo-o-terreno, a qual permanece activa até aos 50 km/h sempre que os modos de condução Offroad e Offroad+ estão activos.

Quanto aos motores, sempre combinados com a caixa automática de nove velocidades, serão propostas duas unidades de quatro cilindros, uma a gasolina e outra Diesel, ambas conjiugadas com um sistema eléctrico de 48 Volt. Solução que, através de um motor de arraque/alternador integrados, consegue, em situações mais exigentes, e por breves períodos de tempo, fornece uma potência adicional de 20 cv.

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
100%
Não gosto
0%
Sobre o autor
António de Sousa Pereira
Absolute Motors é um projecto de informação essencialmente dedicado à área dos motores, com particular foco nos sectores dos automóveis e das motos, mas sem prejuízo de cobrir qualquer outra área de interesse manifesto para os seus leitores.
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.