CompararComparando ...

O leão adormecido…

Artigo
O leão adormecido…

Como benfiquista, ainda pensei em dar outro nome à minha crónica de hoje, algo como “O Animal Adormecido”. Mas, no final, o Sporting não tem culpa do presidente que tem e, portanto, chamo mesmo leão ao Lewis Hamilton.

Já no passado me referi várias vezes ao Lewis como uma avis rara no desporto automóvel. O inglês, que patrocinámos no início da sua carreira nos karts, em 2000 e 2001, já então com Nico Rosberg como companheiro de equipa, ganhou em todas as categorias por onde passou, e ganhou sendo… campeão! Sendo que, na F1, ganhou três campeonatos, dois dos quais seguidos nos últimos dois anos.

Ora, com 31 anos de idade, Lewis Hamilton já alcançou praticamente tudinho o que um jovem piloto ambiciona, ou seja, fama, sucesso e dinheiro (muito), para além de um certo charme junto das mulheres. Como antigo namorado de Nicole Scherzinger, foi contagiado pela música pop/rock dela e dos seus colegas de profissão, e, tendo nas suas veias sangue negro, é natural que a música passasse a fazer parte do seu mundo.

Nada de anormal, embora o exagero de música, copos, boa vida, festas e tudo o mais, para além de sistematicamente andar no seu Challenger privado a voar de um lado para o outro, não lhe tenham permitido a concentração que é tão necessária para estar à altura da F1. Eu sei que o Anthony, o pai tão responsável por toda a sua carreira, e que regressou agora ao seu management depois de ter estado afastado nos seus tempos musicais, certamente lhe vai dizer onde estão as minas que ele não pode pisar. Sim, porque onde estão as pedras para atravessar o rio e voltar as vitórias, isso sabe o Lewis muito bem, muito obrigado.

Por isso, ao afirmar este fim de semana em Xangai que já tinha gasto todos os jokers desta temporada, Lewis mandou uma mensagem ao Nico Rosberg, e a todos os outros adversários, de que tinha acordado. E eu, desde sempre um fã do seu estilo de pilotagem, não tanto do seu comportamento fora das pistas, estou convencido que o tricampeão mundial vai ainda dar muito que falar, no bom sentido da palavra, nas 18 que falta disputar- Muito possivelmente, já no próximo Grande Prémio, na Rússia, país que tem em Kvyat um jovem piloto da nova geração agressivo, atrevido, sem medo de mandar umas bocas a Vettel, quatro vezes campeão do mundo.

Lewis não está adormecido, está só distraído, mas acho que lhe passou a distracção. Assim espero, para repor as coisas como devem ser, após seis vitórias seguidas de Nico Rosberg, o seu adversário e rival desde há 16 anos… Watch out: o campeão voltou… ou já está no caminho de volta!

Domingos Piedade

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Sobre o autor
Domingos Piedade
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

12 + 18 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.