CompararComparando ...

FPAK apadrinha adesão da Federação Angolana de Desportos Motorizados à FIA

Artigo
FPAK apadrinha adesão da Federação Angolana de Desportos Motorizados à FIA

Uma boa parte do desenvolvimento do desporto motorizado em Angola está dependente da aceitação e reconhecimento por parte da FIA da Federação Angolana de Desportos Motorizados, e da forma como a FADM conseguir dar resposta às exigentes condições de segurança sempre impostas pelo organismo internacional.

Neste momento, a FADM não está ainda “homologada” pela FIA, mas está já a trabalhar nesse sentido. Ramiro Barreira, vice-presidente da FADM, faz o ponto da situação: “nesta altura, já iniciamos o processo de adesão à FIA e ele está a ser apadrinhado pela FPAK, na pessoa do seu presidente, Manuel Mello Breyner. A FIA exigiu que se cumprissem algumas obrigações administrativas que julgamos, de momento, estar já em condições de satisfazer. Sentimos que a FIA também tem interesse de expandir o seu legado pelo continente africano, onde são muito poucas as federações que têm representatividade em termos de desporto motorizado e que são chanceladas pela FIA. Angola, por tradição, é dos países africanos mais fortes no desporto motorizado, juntamente com a África do Sul”.

Apresentada a candidatura, a FADM espera agora pelo primeiro feedback do organismo que tutela a nível mundial o desporto automóvel, referindo o mesmo responsável que “até janeiro de 2015, gostariamos de ter a presença de observadores a nível da FIA em algumas das nossas provas”. De resto, houve, inclusive, um convite ao presidente da FIA, Jean Todt, para ter marcar presença no 3º Grande Prémio Internacional Zé Dú, e também outro ao vice-presidente da Federação Internacional de Motociclismo, Jorge Viegas, pois, segundo Barreira, “também estamos a tentar entrar na FIM”, acabando ambos por ser declinados por questões de agenda.

 

Qual é a sua reação?
Excelente
0%
Adoro
0%
Gosto
0%
Razoavel
0%
Não gosto
0%
Comentários
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

17 + 18 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.